iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/12 - 21:45

Patricia Amorim critica CBF e promete lutar por reconhecimento do hexa

Presidente do Flamengo vai lutar em todas as instâncias possíveis para ter a conquista de 1987 reconhecida

Gazeta Esportiva

A Confederação Brasileira de Futebol causou polêmica nesta quarta-feira: a entidade deu aos títulos da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, disputados antes de 1971, o mesmo status do Campeonato Brasileiro. Além disso, reafirmou que o Sport é campeão nacional de 1987, desconsiderando definitivamente a Copa União, vencida pelo Flamengo.

Irritada com a decisão, Patricia Amorim, presidente do clube, concedeu entrevista coletiva na sede da Gávea para manifestar sua insatisfação e dizer que vai lutar em todas as instâncias possíveis para ter a conquista reconhecida. "Repudiamos o não reconhecimento do nosso título e vamos a todas as instâncias políticas, jurídicas, populares e redes sociais".

"Se reconheceram campeonatos menos expressivos, por que não o de 1987?", indagou a mandatária, que enxerga uma possível motivação pessoal na atitude de Ricardo Teixeira. Na última eleição para a presidência do Clube dos 13, o presidente da CBF apoiou o candidato Kleber Leite. Patricia, por sua vez, deu seu voto a Fábio Koff.

"Antes eu não acreditava, mas a partir desse episódio acho que pode ser uma coisa pessoal, arquitetada. Acho que a credibilidade da CBF ficou abalada e vou até o último dia da minha vida nesta luta", acrescentou ela, que disse estar com o "estômago embrulhado" após a decisão.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias