iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/12 - 14:39

Diretor contraria camiseta: "A vida do Corinthians é feita de títulos"

O diretor de futebol Mário Gobbi prometeu trabalhar para ganhar títulos no ano que vem

Gazeta Esportiva

O Corinthians desembarcou nesta segunda-feira em São Paulo, um dia após empatar com o Goiás e ficar com a terceira colocação do Campeonato Brasileiro - parte da delegação havia retornado à capital paulista com antecedência. Alguns jogadores ainda estavam com feições abatidas. Todos vestiam as camisetas que o departamento de marketing elaborou para minimizar a perda do título, embora a própria diretoria não concorde completamente com o lema.

A seguinte inscrição aparece na frente do "uniforme" da delegação do Corinthians, exibido em primeira mão por Ronaldo em seu Twitter: "Muitos vivem de títulos". Na parte de trás, ironicamente abaixo das cinco estrelas que representam as maiores conquistas do clube (o tetracampeonato brasileiro e o Mundial de 2000), o raciocínio é concluído: "Nós vivemos do Corinthians".

O diretor de futebol Mário Gobbi, no entanto, estava mais preocupado em ampliar a sala de troféus do Parque São Jorge quando apareceu no saguão do Aeroporto de Guarulhos. "Vamos trabalhar para ganhar títulos no ano que vem, pois a vida do Corinthians é feita de títulos", contrariou.

Apesar da decepção com o terceiro lugar no Brasileirão, o dirigente também tentou valorizar a campanha do Corinthians. "O time liderou grande parte do campeonato. Quando não estava em primeiro, ficava em segundo ou terceiro. Estamos classificados para a Libertadores, um compromisso que nós tínhamos", discursou Gobbi.

Entre os jogadores, muitos fizeram o mesmo que o diretor de futebol e buscaram consolo na Libertadores de 2011 - o Corinthians não ingressará de maneira direta na fase de grupos, pois perdeu o vice-campeonato brasileiro para o Cruzeiro. "Não adianta ficar lamentando o título do Fluminense por muito tempo. Fizemos um belo campeonato e estamos na Libertadores", conformou-se o atacante Jorge Henrique.

A chegada do Corinthians não atraiu muitos torcedores. Quando a equipe desembarcou, apenas um jovem vestia o uniforme reserva do clube. Ele assistiu ao empate com o Goiás no Serra Dourada e deslocou-se até o aeroporto para demonstrar apoio aos comandados do técnico Tite, que preferiu não conceder entrevistas.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias