iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/11 - 18:17

Após trocar camisa com Messi, Ronaldinho projeta evolução no Milan

"Como não estava jogando no Milan, no primeiro tempo deu para manter um bom ritmo, mas no segundo tempo caí um pouco", disse o brasileiro após derrota para Argentina

Gazeta Esportiva

Ex-companheiros no Barcelona, os meias Lionel Messi e Ronaldinho Gaúcho foram adversários na tarde desta quarta-feira. Depois de ver o argentino marcar o gol da vitória sobre o Brasil e trocar de camisa com o amigo em Doha, o experiente brasileiro projeta evoluir no Milan para permanecer na equipe nacional.

"Estou feliz por voltar, mas triste pelo resultado. Como não estava jogando no Milan, no primeiro tempo deu para manter um bom ritmo, mas no segundo tempo caí um pouco. Agora, tenho que jogar bem no Milan para voltar para a seleção brasileira e ficar até o Mundial", disse o meia.

Presente nas Copas de 2002 e 2006, Ronaldinho caiu de rendimento e acabou fora do Mundial da África do Sul. Sucessor de Dunga no comando da seleção, o técnico Mano Menezes convocou o jogador, reserva no Milan, pela primeira vez para o confronto com a Argentina.

Na chance inicial com o novo comandante, Ronandinho Gaúcho tentou ser obediente. "Eu procurei fazer o que ele pediu. Felizmente, consegui criar algumas oportunidades, o que é necessário na minha função", disse o meia, que arriscou um calcanhar dentro da área na etapa inicial.

A primeira exibição ao lado dos atacantes Robinho e Neymar também deixou o meio-campista do Milan satisfeito, apesar de a seleção brasileira não ter conseguido estufar as redes do goleiro Romero. "São dois craques. É muito fácil jogar com eles", declarou o atleta.

No final da partida, Ronaldinho Gaúcho e Lionel Messi, dois jogadores que já conquistaram o prêmio de melhor do mundo concedido pela Fifa, trocaram suas respectivas camisas. "Ele teve a felicidade de fazer o gol no último minuto", encerrou o brasileiro.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AFP

Ronaldinho e Messi no amistoso em Doha

Ronaldinho
Atacante admitiu que seu rendimento caiu no segundo tempo

Topo
Contador de notícias