iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/11 - 16:56

Justiça pede para Corinthians devolver área de estacionamento
Espaço na Avenida Condessa Elizabeth Robiano é utilizado pelo clube desde 1996, amparado por lei. Prefeitura, no entanto, diz que ocupação é irregular

iG São Paulo

A 13ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo determinou, nesta quinta-feira, que o Sport Club Corinthians Paulista devolva à Prefeitura o espaço que atualmente é utilizado como estacionamento para associados no Parque São Jorge. Com a decisão, o clube terá de desocupar a área de 18 mil m² em até 30 dias, além de pagar indenização cujo valor ainda será definido.

O espaço é utilizado como estacionamento pelo clube desde janeiro de 1996, quando a Lei nº 12.000/96 foi criada, autorizando o Poder Executivo a outorgar a área, pertencente à Avenida Condessa Elizabeth Robiano, ao clube por um período de 99 anos, independentemente de concorrência. A Prefeitura de São Paulo, no entanto, pediu a reintegração de posse por ver a decisão como ilegal.

A Lei não teria respaldo jurídico e, de acordo com a municipalidade, exigiria abertura de concorrência para outorga da área. Além disso, o juiz Jayme Martins de Oliveira Neto afirmou que o Poder Executivo sequer expediu o ato da concessão do direito real de uso. A situação caracterizaria esbulho (a retirada forçada do bem de seu legítimo possuidor de maneira violenta ou clandestina).

"Defiro o pedido de liminar, a ser cumprido de plano, fixado o prazo de trinta dias para desocupação voluntária, sob pena de desocupação forçada", decidiu o juiz, segundo o site oficial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. O prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, já havia cobrado do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, quanto à devolução. A decisão cabe recurso.

Corinthians diz que vai recorrer
O Diretor de Negócios Jurídicos do Corinthians, Sérgio Alvarenga, afirmou que o clube irá recorrer da decisão da justiça. Segundo Alvarenga, o time paulista ainda sequer foi comunicado oficialmente da decisão da justiça.

"A posição do Corinthians é a seguinte: não fomos comunicados ainda. Só sei disto pela imprensa. Se for confirmada a decisão, que eu acredito que deve ser, logicamente, vamos recorrer", afirmou. "É evidente que temos que recorrer, vamos entrar na justiça e lutar por isso", continuou o dirigente.

O diretor demonstrou confiança de que o clube pode ganhar a causa. "Eu acredito que podemos vencer, sim. Como não conheço a decisão ainda, não posso falar muito, mas acredito que podemos ganhar o caso", assegurou Alvarenga.

Para ele, o Corinthians tem os direitos de usar o terreno durante os 99 anos pelos quais ganhou a concessão da área. "Pelo que eu entendo, temos o direito (de usar o terreno). Claro que há uma série de nuances que precisam ser avaliadas e é muito prematuro eu dar qualquer tipo de posição antes de receber a notificação, pois eu preciso ter ciência para poder contra-argumentar, mas entendo que temos o direito", declarou.  

*Com GE


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Treino do Corinthians no Parque São Jorge

Parque São Jorge
Terreno próximo ao estádio corintiano terá que ser desocupado. Time terá que pagar indenização

Topo
Contador de notícias