iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/10 - 20:28, atualizada às 22:45 30/10

Botafogo vence, entra no G4, e Atlético-MG volta para a zona de rebaixamento
Edno saiu do banco de reservas para marcar o primeiro gol e dar o passe do segundo, na vitória de 2 a 0 da equipe carioca

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro

O Botafogo usou a inteligência para conseguir vencer o Atlético-MG, neste sábado, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Pressionado durante boa parte do jogo, a equipe carioca conseguiu vencer o time mineiro por 2 a 0, com dois contra-ataques fatais, e agora fica em boa posição na luta por uma das vagas na Copa Libertadores da América. Com gols de Edno e Loco Abreu, o Botafogo chegou aos 51 pontos, na 4ª colocação. Já o Atlético-MG ficou com 34 pontos e caiu para a 17ª posição, de volta à zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o time comandado pelo técnico Joel Santana recebe o Atlético-GO, na quarta-feira, no estádio Engenhão, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Atlético-MG viaja até Campinas, onde enfrenta o Guarani, também na quarta-feira, no estádio Brinco de Ouro.

Assista aos gols do Botafogo

O jogo
A partida começou bastante equilibrada. Mesmo jogando fora de casa, o Botafogo não se acovardou e procurou o ataque desde o começo da partida. Porém, quem criou a primeira chance de perigo foi o Atlético-MG. Aos cinco minutos, Diego Souza recebeu pelo meio, carregou a bola sem marcação e chutou com perigo, fazendo a bola passar ao lado da trave.

O Botafogo buscava os lados do campo, principalmente com o atacante Jobson, que aos 7 minutos, sofreu falta perigosa na entrada da área. Na cobrança, Lucio Flavio carimbou a barreira. Um minuto depois, o zagueiro Márcio Rosário furou, Diego Tardelli arrancou em velocidade pela esquerda e bateu para o gol, mas Jefferson defendeu com segurança para o Botafogo.

O Atlético-MG tocava a bola, mas forçava a jogada pelo meio, parando na linha de defesa do Botafogo. A equipe carioca, por sua vez, não conseguia encaixar um contra-ataque, errando os passes na criação das jogadas. Porém, aos 28 minutos, o Botafogo conseguiu uma boa jogada. Lucio Flavio foi lançado pela direita, cruzou para a área buscando o atacante Jobson, que caiu pedindo pênalti do lateral Rafael Cruz. O árbitro Evandro Rogério Roman mandou o jogo seguir.

Aos 33 minutos, novo vacilo da defesa do Botafogo. Fahel errou o passe, Tardelli lançou Obina pela direita, o atacante invadiu a área e chutou cruzado, mas a bola bateu na lateral da rede. A partida começou a ficar nervosa, com erros de passes e faltas em excesso. Aos 37 minutos, o técnico do Atlético-MG, Dorival Junior, foi advertido pela arbitragem por reclamar ostensivamente. Dois minutos depois, Diego Tardelli foi punido com o primeiro cartão amarelo da partida, também por reclamação.

Aos 43 minutos, quase o Atlético-MG abre o placar. Diego Tardelli recebeu passe na esquerda, cruzou para Diego Souza, que dominou e chutou em cima da zaga. Na sobre, o atleticano cruzou para a área, Obina subiu mais que a zaga botafoguense, mas cabeceou no meio do gol, para a defesa de Jefferson.  Apesar da maior posse de bola, o Atlético-MG não conseguiu criar chances claras de gol. Assim, as duas equipes foram para o intervalo com um empate justo.

Na saída para o intervalo, o zagueiro Leandro Guerreiro fez a análise da partida. “É um jogo de xadrez, quem acertar uma bola ganha a partida”. O atacante Diego Tardelli também destacou a dificuldade da partida. “Esse é um jogo de paciência. Temos que continuar tocando a bola, porque uma hora o gol vai sair”.

As equipes voltaram sem mudanças para a segunda etapa. Logo aos 2 minutos, Renan Oliveira carregou pelo meio e arriscou, a bola saiu fraca, ao lado do gol de Jefferson. O Botafogo respondeu dois minutos depois. Marcelo Mattos encontrou na entrada da área. O atacante chutou forte, mas a bola subiu demais, sem levar perigo para o goleiro Renan Ribeiro.

Aos 5 minutos, outro erro da defesa visitante. Alê tocou na entrada da área, Márcio Rosário tentou fazer o corte, mas acabou furando. Obina ficou com a bola na entrada da área, chutou, mas mandou por cima do travessão, desperdiçando grande chance. Melhor na segunda etapa, o Atlético-MG chegava com perigo ao gol de Jefferson. Aos 15 minutos, Diego Tardelli lançou Obina pela esquerda, o atacante deu uma linda caneta no zagueiro Márcio Rosário, mas bateu torto, longe do gol.

Aos 23 minutos, a grande chance do Botafogo abrir o placar na partida. Jobson entrou na área pela direita e chutou forte, Renan Ribeiro espalmou para o lado e Loco Abreu perdeu um gol incrível no rebote, chutando para fora. Logo na sequência, a resposta do time da casa. Diego Tardelli recebeu na esquerda, cortou para o meio e chutou colocado. A bola explodiu no travessão do goleiro Jefferson, que apenas olhou.

Tentando melhorar o setor ofensivo, o técnico Joel Santana tirou o apagado meia Lucio Flavio para a entrada do atacante Edno. E bastaram cinco minutos para o jogador mostrar que a mudança foi acertada. Aos 30 minutos da segunda etapa, Edno lançou Loco Abreu por cima da defesa. O atacante uruguaio invadiu a área pela esquerda e rolou para o próprio Edno, que livre, apenas empurrou a bola para o gol, abrindo o placar na Arena do Jacaré.

Sendo derrotado em casa, o técnico Dorival Junior fez três mudanças em cinco minutos. Tirou o lateral-direito Rafael Cruz e os meias Diego Souza e Renan Oliveira, para a entrada dos atacantes Ricardo Bueno, Wescley  e do meia Nikão. Apesar de tentar pressionar no final, o time da casa atacava de maneira desorganizada e não conseguiu reverter o placar.

Aos 44 minutos, o castigo final. Edno lançou Loco Abreu, a zaga atleticana parou pedindo impedimento, e o atacante uruguaio deu um leve toque para encobrir o goleiro Renan Ribeiro e marcar o segundo gol do Botafogo, que conseguiu uma importante vitória fora de casa.

FICHA TÉCNICA -ATLÉTICO-MG 0 X 2 BOTAFOGO

Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 30 de outubro de 2010, sábado
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Gilson Coutinho (PR)
Público: 17.012 pagantes
Renda: R$ 92.780
Cartão amarelo: Diego Tardelli (CAM) e Alessandro (BOT)

GOLS:
Botafogo: Edno, aos 30 minutos do segundo tempo, e Loco Abreu, aos 44 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Rafael Cruz (Wescley), Lima, Réver e Leandro; Serginho, Alê, Renan Oliveira (Ricardo Bueno) e Diego Souza (Nikão); Obina e Diego Tardelli
Técnico: Dorival Júnior

BOTAFOGO: Jéfferson; Leandro Guerreiro, Márcio Rosário e Danny Morais; Alessandro, Fahel, Marcelo Mattos, Lucio Flavio (Edno) e Somália; Jobson (Caio) e Loco Abreu
Técnico: Joel Santana


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

Edno e Loco Abreu

Edno e Loco Abreu
Jogadores foram os autores dos gols do Botafogo na boa vitória sobre o Atlético-MG, fora de casa

Topo
Contador de notícias