iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/10 - 17:35

Neymar diz estar muito feliz com nova convocação para seleção

Atacante do Santos ficou ausente da lista de Mano Menezes nos amistosos contra Irã e Ucrânia, por indisciplina no clube

Gazeta Esportiva

Depois de ter ficado ausente da lista de Mano Menezes nos amistosos contra Irã e Ucrânia, o atacante Neymar voltou a ser convocado pelo técnico da seleção brasileira, nesta sexta-feira. A Joia santista estará à disposição do treinador para o amistoso contra a Argentina, dia 17 de novembro, em Doha (no Catar). E, apesar da comemoração discreta no treino - quando sorriu ao receber a notícia e abraçou alguns companheiros -, Neymar se disse muito feliz com a nova convocação para a seleção.

"Estou muito feliz com essa chance de ter sido convocado novamente", disse Neymar, em entrevista ao site oficial do clube. O camisa 11 do Peixe só não conversou com a imprensa nesta sexta, no CT Rei Pelé, porque teve de deixar o treino antes do seu final. Neymar teve que resolver um problema referente ao seu passaporte, na Polícia Federal, para que não haja problemas no seu embarque para a partida contra os argentinos.

Sobre o duelo com o mais tradicional rival do Brasil, Neymar revelou que está bastante motivado para esse jogo, mesmo em se tratando de um amistoso. "A expectativa é grande para que chegue logo a hora do jogo. Quero trabalhar bastante com o grupo para que nós possamos estar preparados", comentou.

Neymar estreou pela seleção brasileira principal no amistoso contra os Estados Unidos, quando marcou o primeiro gol da vitória de 2 a 0, no dia 10 de agosto, em Nova Jersey (EUA). Na série de amistosos contra Irã e Ucrânia, no início deste mês, o jovem craque ficou de fora da lista, principalmente em razão da polêmica na qual se envolveu com o ex-treinador santista, Dorival Júnior.

O atacante bateu boca com Dorival na vitória alvinegra sobre o Atlético-GO, por 4 a 2, no dia 15 de setembro, na Vila Belmiro. Neymar ofendeu o comandante e o zagueiro Edu Dracena, após ter sido impedido de bater um pênalti, convertido por Marcel. Depois do incidente, Dorival Júnior acabou afastando o jogador, porém, após um desacordo com a diretoria do clube quanto a extensão da punição para o clássico contra o Corinthians, foi demitido.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias