iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/10 - 20:28

Jogadores do Coritiba seguem a cartilha do 'jogo a jogo'

Time, líder da Série B e muito perto da Série A, tenta não entrar na onda das projeções para o acesso

Gazeta Esportiva

O discurso já está bem ensaiado no Coritiba para a reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. Jogadores e comissão técnica querem os pés no chão, pedido o foco jogo a jogo, sem entrar na onda das projeções. O zagueiro Jéci concorda e lembra que, apesar do caminho bem traçado, acidentes podem acontecer.

"Essa semana saiu uma matemática dizendo que o Coritiba está com 99% de chances de ir pra Série A, mas enquanto tiver um por cento faltando há a possibilidade de fracasso", alertou o jogador, que teme uma pressão psicológica sobre o grupo caso não pense apenas no próximo adversário. "Agora no fim do campeonato queríamos jogar o mais rápido possível e definir isso logo. Não vamos conseguir ganhar nada antes da hora, é jogo por jogo", completou Jéci.

"Essa sequência de dois jogos fora pode definir o acesso. Vencendo o São Caetano e acontecendo um tropeço do Sport contra o Figueirense, que não é difícil por ser em Santa Catarina, podemos dar um passo gigante. Mas mesmo assim não podemos comemorar, porque vai ficar faltando um ponto. Mas se isso acontecer vamos jogar contra o Bahia mais tranquilos e podemos repetir o sucesso de 2007", projeta.

A preocupação com um possível acomodamento é a mesma do companheiro de zaga Cleiton, que mostrou estar com o discurso afinado. "Sabemos que será um jogo muito difícil. O São Caetano nos venceu no primeiro turno na nossa casa, mas vamos fazer de tudo para sair de lá com os três pontos. Ficamos fazendo muitos cálculos e isso nos deixa ansiosos. Mas temos que pensar jogo a jogo e contra o São Caetano são três pontos, não temos como somar seis", concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias