iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/10 - 16:28

Empresa manda goleiro testar bola do Paulistão 2011
Palmeirense Marcos, patrocinado pela Topper, experimentou bola por três meses antes da aprovação para evitar críticas de jogadores. Medo é de produto se tornar uma nova "Jabulani"

Marcel Rizzo, iG São Paulo

A empresa que criou a bola que será usada no Campeonato Paulista de 2011 se preparou para evitar possíveis reclamações de jogadores, algo que se tornou corriqueiro em todas as competições: fez o goleiro Marcos, um dos maiores “chorões” quando o assunto é bola, testá-la durante três meses.  O palmeirense é o único jogador de futebol contratado pela Topper.

A bola foi lançada nesta quinta-feira , na sede da Federação Paulista de Futebol, mas o garoto-propaganda do produto não apareceu para detalhar a qualidade, que como os produtos lançados recentemente também ganhou um nome pomposo: KV 12 campo 6th Edition. “Ele estava confirmado, mas o treino do Palmeiras foi antecipado e ele não pôde vir. Mas esta semana ainda, no mais tardar na próxima, ele deve conceder uma entrevista para falar da bola”, disse Márcio Utsch, presidente da Alpargatas, empresa que possui a marca Topper.

AE
Marco Polo Del Nero e modelo exibem a bola que será usada no Paulistão 2011

Marcos foi o único atleta profissional a testar a bola que será usada no Paulista. Foram três meses de treino no campo, no CT do Palmeiras mesmo. Segundo Fernando Beer, diretor da Topper, Marcos deu dicas importantes para evitar que a velocidade atrapalhasse os goleiros, que normalmente são os que mais reclamam do material.

Na Copa do Mundo realizada na África do Sul em 2010, a Jabulani, da Adidas, se tornou a bola mais famosa da história por ser culpada por gols esquisitos. Ela foi a principal desculpa de goleiros por frangos e de atacantes por chutes toscos. A Topper, que além do contrato com a Federação Paulista também fornece a bola do Campeonato do Distrito Federal, foi vítima de criticas dos jogadores no Paulista de 2010.

O meia Diego Souza, na época no Palmeiras, disse que a bola não tinha pressão e que em alguns momentos ela não saía corretamente do pé no chute. Mas a principal reclamação foi o fato da KV 12 campo anterior ser extremamente colorida, o que segundo os jogadores de linha facilitava a visão dos goleiros em um chute. A deste ano tem detalhes em cor, mas é majoritariamente branca.

Normalmente, as empresas que fabricam bolas não as testam com jogadores profissionais. A Topper, até o ano passado, colocava suas bolas para garotos de categorias de base chutarem. O Campeonato Paulista sub-20, por exemplo, é um laboratório de bolas. “Em abril de 2011, quando começam os torneios de base da Federação Paulista, já estaremos testando a bola de 2012, que já está em processo de criação”, explicou Utsch.

O caso da Jabulani, que foi criticada por quase todos os jogadores questionados a respeito na Copa do Mundo, e constrangeu Kaká, garoto-propaganda da Adidas que precisou defender (meio sem jeito, é verdade), mostra que deixar nas mãos (ou nos pés) dos jogadores a escolha de como deve ser a pelota pode ser a solução para evitar problemas.

“O Marcos é um jogador experiente, que todos conhecem e que aprovou a bola. É claro que pode não agradar a todos, já que são muitos atletas. Mas acredito que fizemos um bom produto”, disse Fernando Beer. Como Marcos faltou ao evento, impossível saber por enquanto se aprovou o resultado de suas dicas à empresa.

Árbitros
Além da bola, a Federação Paulista de Futebol e a Topper apresentaram os uniformes que os árbitros usarão no Paulista. As cores escolhidas foram o preto, o amarelo e o azul. Como divulgado na terça-feira, serão um quinteto de arbitragem, e não trio. Além do árbitro e dois auxiliares normais, mas dois ficarão atrás dos gols, com autorização da Fifa.


Leia mais sobre: Campeonato Paulista de Futebol Marcos Topper

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


- Divulgação

Goleiro Marcos

Marcos
Goleiro do Palmeiras, e patrocinado pela Topper, testou a bola

Topo
Contador de notícias