iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/10 - 14:05

Após polêmica, Marquinhos rechaça problemas com Martelotte

Meio-campista falou de maneira ríspida com repórteres depois da derrota santista para o Grêmio Prudente, mas diz que não foi bem interpretado

Gazeta Esportiva

A polêmica estabelecida após uma declaração do meio-campista Marquinhos, na saída do gramado da Vila Belmiro, no jogo em que o Santos perdeu para o Grêmio Prudente por 3 a 2, no último domingo, teve mais um capítulo nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé. Isto porque, o experiente atleta foi um dos jogadores escolhidos pela assessoria de imprensa do clube para conversar com os jornalistas e, aproveitando a oportunidade, procurou esclarecer que não questionou e nem tem problemas de relacionamento com Marcelo Martelotte, técnico interino da equipe.

"Muito se falou, mas não se ouviu o contexto da pergunta e o que eu respondi. A pergunta que me foi feita gerou muita coisa, pois eu estava no banco, então, parece que eu estou chateado com o treinador. Não teve nada disso. Até porque eu estava no banco porque o Alan Patrick teve uma sequência de jogos com a minha lesão e ele soube aproveitar as chances que teve", disse Marquinhos.

A frase que causou toda a polêmica surgiu, quando ao ser indagado sobre o que havia acontecido, o meio-campista disparou: "Pergunta para o treinador". Segundo Marquinhos, essa declaração foi dada pois havia sido lhe perguntado sobre o aspecto tático da partida e, além disso, quando ele entrou no jogo, o Santos já perdia para o Grêmio Prudente. Desta forma, o atleta acredita que, como estava do lado de fora, não era a pessoa mais indicada para comentar o que aconteceu com o time, que foi para o intervalo ganhando por 2 a 0 e sofreu a virada.

"Não pude responder para ele (repórter) o que houve para eles virarem o jogo, porque eu não estava no campo. A pergunta era sobre o que havia acontecido taticamente e aí é o treinador quem pode explicar o que houve. Depois, veio outro jornalista me perguntar algo e disse que não ia falar. Mas podem ter certeza que não faltei com respeito ao Marcelo e vou sempre respeitá-lo, independentemente de ele ser técnico interino ou não, assim como eu respeitava o Dorival Júnior", apontou.

Em relação a perda da titularidade, Marquinhos confirmou que realmente não ficou contente por ter ido para a reserva, porém, garantiu que irá se dedicar com afinco nos treinamentos, para retomar o seu posto de titular do meio de campo santista.

"Contente eu não vou ficar porque ninguém quer ficar na reserva. Sei que vou ter que me esforçar nos treinamentos como o Alan Patrick fez. Eu vinha em um bom momento e me machuquei, o que não é benéfico para qualquer atleta. Ele entrou bem na equipe e quando voltei fui para o banco. Tenho que respeitar a opinião do treinador e buscar novamente o meu espaço. Vou trabalhar com muita dedicação para recuperar a posição", encerrou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias