iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/10 - 13:08

Rússia minimiza queixa inglesa em disputa por Copa
Países competem com as candidaturas conjuntas de Bélgica e Holanda e Portugal e Espanha para receber Mundial

Agência Estado

O presidente da candidatura russa para a Copa do Mundo de 2018 disse que não vai pedir desculpas por seus comentários sobre Londres, que levaram a Inglaterra a realizar uma queixa formal à Fifa. As regras da eleição das sedes impedem que os candidatos critiquem os rivais.

Alexey Sorokin disse nesta terça-feira que apenas explicará suas declarações publicadas em um jornal russo na semana passada, que foram traduzidas na Inglaterra dizendo que havia um alto índice de criminalidade e problemas de jovens com álcool em Londres. "Eu não sinto que o que eu disse inicialmente requer uma desculpa", disse. "Tenho certeza que existe uma gravação, se forçado, eu vou ter de encontrar".

O presidente da candidatura russa disse que tem muito respeito pela candidatura da Inglaterra. Os dois países estão competindo com as candidaturas conjuntas de Bélgica e Holanda e Portugal e Espanha para receber a Copa do Mundo. A definição para sediar a competição acontecerá em 2 de dezembro.

"Nós não entramos em brigas, embora tenhamos muito a dizer. Não é nenhum segredo, por exemplo, que Londres tem a maior taxa de criminalidade quando comparado com outras cidades europeias, e o mais alto nível de consumo de álcool entre os jovens", afirmou Sorokin, de acordo com o jornal "Sport-Express" desta terça-feira.

Ele explicou que apenas estava usando uma metáfora para explicar como a mídia em alguns países se concentram em diferentes problemas. "Há deficiências em muitas cidades".


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias