iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/10 - 12:47, atualizada às 14:18 19/10

Juvenal critica Itaquera e diz que São Paulo segue sem estádio para Copa
Antes de encontro com o prefeiro Gilberto Kassab, presidente do São Paulo faz discurso pesado sobre preparação para o Mundial de 2014 e sequer descarta uso do Morumbi

Levi Guimarães e Marcel Rizzo, iG São Paulo

Depois de um período de “retiro”, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, voltou com tudo às polêmicas com relação à Copa do Mundo. Nesta terça-feira, ele disparou contra os projetos de estádios do Corinthians, em Itaquera (atual escolha da Fifa para os jogos do Mundial em São Paulo), e de uma arena em Pirituba que também foi considerada. Indiretamente, ele até voltou a apontar o Morumbi como possível sede, solução já descartada pela Fifa e pela CBF.

“Não está [encerrado o assunto Morumbi na Copa]. Se vocês examinarem com frieza, deixando as paixões de lado, onde está avançada a Copa do Mundo em São Paulo?”, questionou o dirigente.

“Qual é o estádio em São Paulo? Você vai fazer em Pirituba, digamos. Como é que você chega em Pirituba? Como é o negócio do hotel, do transporte, do metrô? Como é que é o negócio hospitalar? Se o [Joseph] Blatter (presidente da Fifa) se lesiona lá, como é que ele vai ser socorrido?”.

O exemplo com Blatter não foi o único envolvendo uma personalidade internacional e a necessidade de realizar os jogos da Copa em um estádio que fique numa região com infraestrutura considerada adequada. Ao falar do possível estádio corintiano em Itaquera, Juvenal não mediu as palavras ao criticar as condições do bairro na Zona Leste paulistana.

“Se temos por exemplo Itaquera. Para você chegar lá tem que chamar o Corpo de Bombeiros. Você pega a Angela Merkel (chanceler da Alemanha) e manda ela ir lá, ela não chega. E se ela tiver que sair também não sai, isso é um fato. Além da área do estádio, para a Copa do Mundo você precisa ter outras áreas para setor vip, very vip, essas coisas da Fifa. Como é que você pode fazer um negócio desse em Itaquera? ”, perguntou.

Evitando citar o Corinthians, o presidente são-paulino criticou também a demora na evolução do projeto para o estádio em Itaquera. “Não tem planta, não tem subsolo, não tem fundação, não tem caderno de encargos da Fifa, não tem mobilidade. Lá não tem rede hospitalar, não tem hotel para dormir. Copa do Mundo não é só gramado”.

Pelo discurso do dirigente, até a realização do Mundial estaria em risco por conta da indefinição em relação ao estádio paulista. “A Copa do Mundo corre até perigo porque sem São Paulo não há Copa do Mundo, e não se equacionou o problema de estádio em São Paulo. Não se deu passo nesse sentido. Tem uma prosopopéia na mídia, mas isso não leva a nada. Mande apresentar os estudos iniciais de sondagem de solo pra saber o que tem no subsolo. Não há nada disso. Portanto, eu não sei o que vai acontecer, até porque isso são coisas dos poderes públicos”.

Juvenal, no entanto, também se contradisse. Afinal, ao falar das outras cidades apontadas como possíveis sedes do jogo de abertura da Copa, ele listou uma série de elogios à cidade de São Paulo exatamente nos mesmos aspectos de infraestrutura criticados em Pirituba e Itaquera.

“É preciso saber que não há Copa do Mundo no Brasil sem São Paulo. Porque a substância está em São Paulo, a rede hoteleira está em São Paulo, com 42 mil leitos. A rede hospitalar, transporte de massa de qualidade, etc. Você não pode fazer em Minas, não tem um hotel cinco estrelas. Numa sexta-feira que tem projeto de importância no Congresso você não dorme em Brasília. O Rio é ocupado pelo seu turismo natural, pela sua beleza natural, etc.”.

Em entrevista à rádio "Jovem Pan", após ouvir as declarações do colega são-paulino, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, chamou Juvenal de preconceituoso. "Ele demonstrou uma discriminação muito grande ao falar de Itaquera. Ele foi ridículo", disse Andrés.


Leia mais sobre: São Paulo Juvenal Juvêncio Copa 2014 Morumbi Andrés Sanchez

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura

O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, criticou o andamento do projeto do estádio de Itaquera

Polêmica
Juvenal Juvêncio voltou a criticar a falta de definição do estádio de São Paulo na Copa-2014

Topo
Contador de notícias