iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/10 - 16:53

Raiola reforça críticas à gestão de Cipullo, mas nega ter provas de possíveis irregularidades

Assessor especial da presidência do Palmeiras afirma que fraudes serão detectadas com auditoria já instalada

Danilo Lavieri, iG São Paulo

O ex-diretor financeiro e atual assessor especial da presidência do Palmeiras, Fábio Raiola, negou nesta segunda-feira que tenha qualquer documento comprovando irregularidades na gestão de Gilberto Cipullo à frente do departamento de futebol do clube.

Em contato com reportagem do iG, Raiola, que se encontra na França, a negócios, reiterou suas críticas à gestão de Cipullo nos quatro anos em que ele comandou o departamento de futebol palmeirense, mas disse que as possíveis fraudes em transações não são comprovadas e nem documentadas.

"Em nenhum momento eu afirmei que tinha documentos contra Gilberto Cipullo. O clube está passando por uma auditoria e qualquer coisa que notarmos de errado vamos encaminhar para o Conselho de Orientação Fiscal, o COF. Eu só sou contra o jeito que Cipullo levou o futebol nesses quatro anos. Tivemos um custo de Manchester United e um desempenho de São Caetano", disse Raiola, apontando vários problemas para comprovar a sua tese.

"Não temos jogadores para vender e não formamos nenhum jogador. Todo ano, o elenco é formado e reformado. Tivemos um custo alto e um título que não está à altura da grandeza do Palmeiras", afirmou o assessor especial de Salvador Hugo Palaia.

Como noticiado no último sábado, o iG teve informações de diferentes fontes de que Fabio Raiola tinha documentos que comprovavam irregularidades de Cipullo. Esses documentos ainda não tinham sido apresentados ao Conselho Gestor, mas isso deveria acontecer em breve. O prazo seria o dia 25 de outubro, quando uma reunião extraordinária está marcada entre os conselheiros e com a presença de Palaia.

Cipullo também ameaçou processar o Conselho Gestor por causa das acusações. A solução encontrada pelos "homens de Palaia" foi enviar uma carta assinada por todos os membros do Conselho afirmando que, em nenhum momento, alguém teria dito que as irregularidades foram por culpa de Cipullo.


Leia mais sobre: fabio raiola palmeiras gilberto cipullo salvador hugo palaia

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Fotoarena

GIlberto Cipullo, vice-presidente de futebol do Palmeiras, em coletiva no dia 18/5/2010

Gilberto Cipullo
Ex-diretor de futebol ameaça processar integrantes do Conselho Gestor do Palmeiras

Topo
Contador de notícias