iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/10 - 23:52

Corinthians falha na defesa e Vasco vence sem sustos

Com a defesa titular, time paulista erra muito no começo do jogo e perde a terceira seguida: 2 a 0 para o Vasco, gols de Zé Roberto e Éder Luís

Bruno Winckler, iG São Paulo

A proposta do Corinthians para a primeira partida sem o comando de Adilson Batista era resgatar a segurança defensiva, que passou longe do time nos cinco jogos anteriores ao duelo contra o Vasco na noite desta quarta-feira. Mas nem mesmo com a recomposição do quarteto defensivo com os intocáveis Alessandro, William, Chicão e Roberto Carlos o Corinthians conseguiu deixar de tomar gols. O resultado foi mais uma derrota, 2 a 0 para o Vasco, e a sexta partida sem vitória corintiana, sendo a terceira derrota seguida.

O time paulista se mantém com 49 pontos, na terceira posição. Já o Vasco vai a 41 pontos e sobe para a 11ª posição. A partida de São Januário, em duelo atrasado da 18ª rodada do Brasileirão, deixa as duas equipes com o mesmo número de jogos dos demais rivais: 29.

Cinco pontos atrás do Cruzeiro, o Corinthians não depende mais só de suas forças para conseguir o título. O duelo contra o Vasco, muitas vezes apontado como trunfo já que deixava a equipe teoricamente com mais chances de pontuar, ficou para trás e a realidade corintiana agora é olhar para trás. Com a série negativa, o Corinthians vê os rivais se aproximarem. O Santos, que também venceu nesta quarta-feira, chegou a 48 pontos. O Inter, que poderia ter ultrapassado o Corinthians, se manteve com 47.

Assista aos gols do jogo

O jogo
As duas equipes começaram cautelosas a partida em São Januário. Tocando a bola de lado, sem se arriscar com passes longos. Mas o Vasco logo tomou iniciativa mais ousada e foi recompensado bem cedo. Só não contava que seria com tamanha facilidade.

No primeiro lance de perigo do jogo, aos oito minutos, o time carioca aproveitou uma falha de posicionamento da defesa corintiana e Felipe Bastos deu passe para Zé Roberto dentro da área finalizar com perigo. Alessandro dava condições de jogo. O lateral-direito corintiano não acompanhou a linha de impedimento da defesa e mostrou ali que a noite seria boa para ele. Naquele momento, pelo menos, o atacante chutou por cima e Alessandro se safou.

Porém, um minuto depois, em outra falha de posicionamento, o atacante vascaíno não desperdiçou. Em posição de impedimento não assinalada pelo assistente Enio Ferreira de Carvalho, Zé Roberto, 29 centímetros a frente de William, recebeu passe de Felipe e tocou firme para o gol.

Apesar da falha da arbitragem, o Corinthians apresentou muitas falhas de posicionamento de sua defesa, que lenta, deixou os velozes atacantes do Vasco, Éder Luís e Zé Roberto, em boas condições de atacar. O segundo gol vascaíno não demoraria a acontecer.

Antes, porém, o Corinthians teve chance clara para diminuir seu sofrimento. Aos 18 minutos, Roberto Carlos fez tabela com Danilo pela esquerda. O meia cortou para o meio e lançou bola alta para Iarley na pequena área. Livre, o atacante tocou de primeira com a parte externa do pé mas perdeu gol incrível.

Como acontecera na partida de domingo contra o Atlético-GO, o Corinthians pagou caro pelas chances claras de gol que desperdiçou. Esperto com a linha de impedimento ineficiente dos corintianos, o Vasco se aproveitou da lentidão de Alessandro para entrar ali pelo lado direito da defesa e ampliar o placar. Aos 21 minutos Felipe lançou Éder Luís nas costas do lateral. O atacante entrou na diagonal da área e tocou no canto esquerdo de Júlio César. Alessandro, que falhou no lance, sentiu lesão muscular e foi substituído por Boquita aos 29 minutos.

O cenário da partida não mudou a partir dali. Sem criatividade, o Corinthians sentiu muito a falta de Bruno César, que lesionado, foi desfalque. Elias, cansado pela maratona que enfrentou entre a partida pela seleção brasileira na segunda-feira e a viagem até o Rio, pouco ofereceu ao time. A dupla de ataque com Souza e Iarley não existiu.

O Vasco, com o placar favorável, não repetiu os erros da partida contra o Grêmio, no último sábado, e manteve o resultado sem sustos. Na partida do fim de semana, o Vasco abriu uma vantagem de 3 a 1, mas acabou sendo o empate. O Corinthians não foi capaz de impor a mesma resistência dos gaúchos.

O técnico interino Fábio Carille trocou Souza por Defederico, mas o argentino não fez nada além do que já havia feito. William Morais, que entrou na vaga do cansado Elias, também não fez milagre.

No segundo tempo, o Corinthians, dono do melhor ataque do campeonato com 52 gols, só chegou com perigo ao gol vascaíno uma vez. Aos 35 minutos, Jucilei acertou chute forte, mas Fernando Prass espalmou com segurança.

Com o resultado, a defesa corintiana chega a incrível marca de 16 gols sofridos nos últimos sete jogos, média superior a dois por partida. Já o Vasco completa quatro partidas sem perder.

Na próxima rodada o Corinthians enfrenta o Guarani, domingo, em Campinas. Ronaldo está confirmado no time que tentará se recuperar no campeonato. Já o Vasco vai a Goiânia para enfrentar o desesperado Atlético-GO, que vem com moral depois da vitória contra o próprio Corinthians em São Paulo no último domingo.

Milton Trajano


FICHA TÉCNICA – VASCO 2 x 0 CORINTHIANS

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de outubro de 2010, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Enio Ferreira de Carvalho (DF)
Renda: R$ 207.070, 00
Público: 9.285 pagantes 
Cartões amarelos: Jumar (VAS); Chicão, Jucilei, Paulinho e Boquita (COR)

GOLS:
Vasco:
Zé Roberto aos 9 e Éder Luís aos 21 minutos do primeiro tempo.

VASCO: Fernando Prass; Irrazábal, Cesinha, Dedé e Carlinhos; Rafael Carioca, Jumar, Fellipe Bastos (Allan) e Felipe; Zé Roberto (Jonathan) e Eder Luis. Técnico: PC Gusmão

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro (Boquita), William e Roberto Carlos; Jucilei, Paulinho, Elias (Wlliam Morais) e Danilo; Iarley e Souza (Defederico). Técnico: Fábio Carille.


Leia mais sobre: Corinthians Vasco Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação

Eder Luís comemora com seus companheiros o segundo gol do Vasco diante do Corinthians

Festa em casa
Éder Luís é abraçado pelos companheiros após marcar o 2º gol do Vasco diante do Corinthians

Topo
Contador de notícias