iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/10 - 18:22

Luxa lamenta saída de Zico do Flamengo e cobra estrutura
Técnico diz que Gávea não será mais utilizada e que colocou no contrato o início imediato da colocação de instalações para usar o CT

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro

O técnico Vanderlei Luxemburgo, em sua primeira entrevista no Flamengo, cobrou início imediato das melhorias no Ninho do Urubu, o CT do clube em Vargem Grande, que passará a receber todos os treinos da equipe profissional. Ele afirmou que uma empresa será contatada para que sejam feitos refeitório e acomodações provisórias para que possam ser realizados treinos em dois períodos no local. Atualmente, quando isso acontece, os jogadores deixam o CT para almoçar e descansar em um hotel.

"O Flamengo foi campeão, agora estrutura é diferente para não ser um castelo de areia, que a água chega e leva. Penso que vamos construir agora mesmo um CT. Isso será feito porque colocamos no contrato. Se for para não fazer isso, prefiro não vir. O Flamengo precisa estar preparado para receber qualquer tipo de profissional. O do São Paulo era um barracão quando foi inaugurado. Daqui mais um ano vamos estar numa sala de imprensa. Tem de começar de imediato", disse o treinador, que concedeu entrevista em um local improvisado no terreno do CT:

"Os treinamentos serão aqui, acabou a Gávea, aqui é o local de trabalho. É muito longe? Jogador tem Mercedez, BMW, eu andada de trem. Aqui vamos trabalhar e criar essa estrutura. Quero agora algo provisório, um refeitório, e um alojamento, tipo o que existe na Fórmula 1. Para podermos chegar de manhã e ir embora de noite. Se não viermos para cá, não começaremos a usar o CT nunca", disse.

Bem-humorado, ele explicou que recusou apresentação formal de terno e gravata. Disse que o momento é de trabalhar, não de perder tempo. E lembrou que gostaria que o ex-diretor-executivo Zico ainda estivesse no clube. "O Zico é meu compadre, padrinho da minha filha, somos amigos há mais de 40 anos. Ele me ligou na semana passada, falou sobre a possibilidade porque houve um desconforto com o Silas por causa de uma declaração que ele deu. Mas eu não estava com pensamento de trabalhar até o fim do ano, queria curtir o meu neto. Gostaria de chegar com o Zico aqui, seria muito bom".

Luxemburgo não se furtou a comentar também sobre a necessidade de uma reciclagem, que ele mesmo alardeou quando deixou o Atlético-MG. "A única coisa que não ganhei foi Brasileiro, mas coloquei os times que treinei na Libertadores. O Galo não deu liga na sequência, depois do Campeonato Mineiro. O Zico me ligou dois dias depois da minha saída, acha que eu estaria rindo? Sou ser humano, tenho sensibilidade. A reciclagem é muito rápida. Em uma semana já fiz uma análise das coisas que estão acontecendo. Vai levar um ano? Estaria morto. A minha ideia era parar até o fim do ano. Dois meses de férias seria o ideal mais para curtir meu neto. A reciclagem com certeza eu já fiz, de coisas que aconteceram no Atlético".

Copa Sul-Americana?
Apesar da situação delicada na tabela, Luxemburgo se recusa a pensar em rebaixamento. O único momento em que torceu o nariz na coletiva foi com a insistência na pergunta sobre o risco de queda para a Série B.

"São duas situações. a primeira é que estamos com 30 pontos e a outra é a possibilidade de classificação para a Sul-americana, que é uma coisa boa. Então vamos pensar na coisa boa. Buscar a vitória nesse dois jogos contra rivais diretos nessa situação desconfortável e produzir uma situação diferente, Para isso, concentraremos amanhã (quarta) e ficaremos até domingo direto. Por isso a preferencia de não ter apresentação, Todo mundo me conhece, nada de ficar apresentando o Luxemburgo toda hora. O momento é de trabalhar, montar a equipe, e não ficar na quinta-feira assistindo jogo, me apresentar de terna e gravata. Quis botar o uniforme logo e ir para o campo", afirmou o técnico que, indagado novamente sobre a Segunda Divisão, disparou:

O técnico falou ainda sobre a saída de Silas, que ficou apenas um mês no clube, conquistando uma vitória em dez jogos. "Temos de zerar o Flamengo. Não quero saber daqui pra trás, quero saber daqui para frente. Só aceitei conversar com o Flamengo a partir do momento que decidisse com o Silas. Se eu não fosse, teria de buscar outro treinador. Fui ontem à noite numa reunião, a coisa foi rápida porque não tem de ficar discutindo. O Silas tem de ser preservado, não deu liga, como não deu comigo no Atlético, faz parte do futebol. Já começamos a planejar o ano que vem".

Luxemburgo mira Flamengo na Sul-Americana. Assista


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

vanderlei luxemburgo treino flamengo

Vanderlei Luxemburgo
Treinador assumiu o Flamengo e já fala em classificação para Sul-Americana

Topo
Contador de notícias