iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/09 - 13:14

Novo diretor de futebol do Palmeiras rejeita "caça às bruxas" e pede apoio de Cipullo
Wlademir Pescarmona assume parte das funções de Cipullo e quer ajuda de antigo diretor para começar trabalho

Danilo Lavieri, iG São Paulo

Wlademir Pescarmona, o novo diretor de futebol do Palmeiras, não pretende fazer grandes revoluções ao assumir seu novo cargo. O "homem do vestiário", como tem sido chamado internamente no clube, afirma que em sua gestão será feito um estudo minucioso e que cortes de orçamento serão feitos sem alarde.

Pescarmona foi convidado pelo presidente interino, Salvador Hugo Palaia, para assumir parte das funções de Gilberto Cipullo. Mas com uma diferença. Ele fará apenas a comunicação entre o elenco e a diretoria. A parte de demitir e contratar jogador será centralizada em Palaia. Ele, inclusive, espera contar com a ajuda do ex-diretor para começar seu trabalho.

Sobre os salários atrasados dos jogadores, o dirigente afirma que parte do problema deve acabar nesta quinta-feira.

"Amanhã [quinta-feira] eles vão ter uma boa notícia. Vamos quitar, com certeza, uma parcela do que está atrasado. Estamos nos esforçando para pagar ainda mais. Inclusive o Lincoln terá sua dívida quitada", disse Pescarmona.

Sua apresentação oficial acontece nesta quinta-feira, às 14h30, na Academia de Futebol do Palmeiras.

Confira a entrevista completa com Pescarmona:

iG: O que esperar da sua gestão? Vai haver mudança radical em relação ao que era feito por Gilberto Cipullo?

Wlademir Pescarmona: Na realidade, não vai haver nenhuma caça às bruxas. O que vai acontecer é que vamos fazer um levantamento sobre os gastos econômicos. Vamos cortar um pouco, mas isso sem alarde nenhum. Quero deixar claro que o Gilberto Cipullo é meu amigo. Estamos juntos há muito tempo. Espero que ele possa colaborar comigo. Com certeza ele vai ser muito útil para nós.

iG: E como será o corte de gastos?
Pescarmona: O Palaia vai nomear um diretor orçamentário para saber o problema de caixa. Ele vai comandar a nova diretoria, que cuidará dos gastos com o clube. Mas volto a dizer: nada de caça às bruxas.

iG: Falando em gastos, todo mundo já sabe sobre os salários atrasados dos jogadores. Vocês já têm solução?
Pescarmona: Amanhã [quinta-feira] eles vão ter uma boa notícia. Vamos quitar, com certeza, uma parcela do que está atrasado. Estamos nos esforçando para pagar ainda mais. Inclusive o Lincoln terá sua dívida quitada.

iG: Você citou que é amigo do Cipullo. Chegou a conversar com ele já?
Pescarmona: Ainda não conversei, preferi esperar um pouco, respeitar o tempo. Mas a gente com certeza vai conversar. A gente faz parte do mesmo grupo, o "muda Palmeiras", que começou para ir contra o Mustafá. Não tem o motivo de haver ressentimentos. Nós somos amigos e isso vai continuar.

iG: O nome do Cipullo não era unanimidade, mas o jeito que ele foi afastado do cargo assustou parte dos diretores. Isso não pode ter fortalecido a oposição para as eleições de janeiro?
Pescarmona: Não acho que fortalece. Não há realmente uma divisão, não há grupo. O que acontece é que algumas pessoas não gostaram da forma que o Palaia agiu, ficaram um pouco insatisfeitos. Mas isso vai ser contornado com o tempo, na conversa. Claro que o Seraphim del Grande é amigo do Cipullo, vai ficar um pouco afastado. Mas agora a gente precisa focar em mostrar resultados. Temos a Sul-Americana, que é muito importante. Vamos deixar o futebol mostrar bons resultados.

iG: E falando em resultado. O Felipão já chegou a citar uma reformulação. Vocês já vão começar afastando jogadores, comissão técnica ou alguém do time?
Pescarmona: A gente vai dar total tranquilidade para o time e vamos manter tudo do jeito que está nesse começo. Vamos conversar com o Felipão e saber quais são as necessidades para o elenco. Vamos manter uma base do que tem sido feito até agora, ajeitar um pouco mais. Mas temos de pensar bastante no projeto do ano que vem. Temos de ir bem em 2011. O tempo não espera.


Leia mais sobre: palmeiras wlademir pescarmona salvador hugo palaia

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Salvador Hugo Palaia, vice-presidente do Palmeiras

Salvador Palaia
Presidente interino quer que Pescarmona cuide do dia a dia do futebol palmeirense

Topo
Contador de notícias