iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/09 - 17:37

Chelsea e Spartak dividem liderança do grupo G da Liga

Time inglês confirmou favoritismo para cima do Olympique de Marselha, fazendo 2 a 0. Equipe russa também venceu a segunda seguida, batendo o Zilina

Bruno Pessa, iG São Paulo

Chelsea e Spartak Moscou dão as cartas no grupo G da Liga dos Campeões da Europa. Nesta terça-feira, os times venceram a segunda partida no torneio, mantendo os 100% de aproveitamento na fase. Em Londres, o Chelsea fez 2 a 0 no Olympique de Marselha. Em Moscou, o Spartak derrotou o MSK Zilina por 3 a 0.

Ambos com seis pontos, Chelsea e Spartak medem forças na próxima rodada, a última do primeiro turno da fase de grupos, no dia 19 de outubro, na Rússia. Em busca da reação, para continuarem sonhando com a classificação para a próxima fase, Olympique e Zilina duelam na França, na mesma data.

O favoritismo do time inglês, que tinha o brasileiro Alex como titular na zaga, não demorou a se confirmar no Stamford Bridge. Mesmo sem Drogba, Lampard e Kalou, o Chelsea construiu a vitória sobre o Marselha no primeiro tempo e não mais a viu ameaçada, assim como aconteceu na primeira rodada da Liga, quando goleou o Zilina (4 a 1) na Eslováquia.

Logo aos 7 minutos, Malouda cobrou escanteio na primeira trave e o zagueiro Terry se antecipou à marcação de Mbia e desviou entre Cheyrou e a trave esquerda de Mandanda: 1 a 0. Vinte minutos depois, Essien cruzou na área e a bola foi interceptada pela mão de Mbia. Pênalti marcado e o atacante francês Anelka não perdoou o time do seu país de origem, ampliando o marcador.

Sem muito esforço, o Chelsea administrou a vantagem no decorrer da primeira etapa. Depois do intervalo, Didier Deschamps trocou Gignac por Valbuena e Cheyrou pelo ganês Ayew, aumentando a ofensividade do ataque do Olympique, que também contava com o brasileiro Brandão e Rémy. Nos donos da casa, Carlo Ancelotti substituiu o jovem francês Kakuta pelo brasileiro Ramires, resguardando o meio de campo.

Mais tranquilo e eficiente, o Chelsea continuou melhor e teve mais chances de chegar ao terceiro gol do que o rival de marcar o primeiro, explorando rapidamente os vários contra-ataques que teve. Entretanto, o resultado não se alterou e permaneceu 2 a 0.

Reuters
Ari e Welliton comemoram gol do primeiro. Ibson também foi às redes
Ari e Welliton comemoram gol do primeiro. Ibson também foi às redes

Brasileiros brilharam
Um pouco mais cedo, o Spartak Moscou, empolgado pela vitória na estreia fora de casa (1 a 0 no Olympique de Marselha), recebeu o MSK Zilina, da Eslováquia, e não decepcionou sua torcida, com ótima participação brasileira.

Três brasileiros foram titulares na equipe anfitriã. Além do atacante Ari, destaque com dois gols, também começaram jogando o meia Alex, ex-Inter, e o atacante Welliton, ex-Goiás. Já o meia Ibson, ex-Flamengo, começou no banco de reservas e entrou em campo no segundo tempo, quando marcou o terceiro gol.

Após cobrança de escanteio de Alex pela direita, Ari cabeceou e encobriu o goleiro Dubravka, inaugurando o placar aos 34 minutos do primeiro tempo, depois de muita pressão do Spartak. Aos 15 do segundo, o mesmo Ari aproveitou cruzamento rasteiro da esquerda, apareceu livre no segundo pau e mandou para as redes. E ainda daria tempo para Ibson concluir cruzamento de Maidana da esquerda e bater de primeira, na marca do pênalti, para encerrar a contagem.


Leia mais sobre: Chelsea Olympique de Marselha Spartak Moscou Zilina Liga dos Campeões da Europa

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

chelsea olympique de marselha anelka malouda

Anelka e Malouda comemoram
Franceses celebram gol do atacante (à esq.), que não teve piedade dos compatriotas do Marselha

Topo
Contador de notícias