iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/09 - 21:25

Palmeiras vence lanterna no sufoco e respira no Brasileirão

Gol suado de Márcio Araújo dá vitória para time de Felipão, que volta a vencer quando joga fora de casa

Danilo Lavieri, iG São Paulo

O Palmeiras venceu o Grêmio Prudente por 1 a 0 nesta quarta-feira, lanterna do Brasileirão, no sufoco. Com um gol "chorado" de Márcio Araújo, aos 16 minutos do 2º tempo, o time de Felipão voltou a vencer fora de casa neste campeonato.

O primeiro tempo foi horrível pelos dois lados, com quase nenhuma chance de gol muito clara. O Palmeiras finalizou bem apenas uma vez, com Kleber, que deu uma cabeçada para a boa defesa de Giovanni.

Na etapa final, Edinho foi deslocado para a direita, Vitor para o meio, e Gabriel assumiu o lugar de Rivaldo. E foi em uma jogada pela direita com assistência de Edinho que o gol da vitória saiu.

O Palmeiras vai a 32 pontos e fica a 10 pontos do Fluminense, o pior time que ocupa o G-3, mas ainda joga nesta quinta-feira. Já o Grêmio Prudente segue com 17 pontos e fica a oito pontos do Avaí, a equipe que ocupa a primeira posição fora da zona de rebaixamento, mas com um jogo a menos.

Veja como foi o gol de Márcio Araújo

O jogo
A primeira boa chance foi do Prudente. Marcelo Oliveira driblou dois zagueiros pela direita do campo, mas errou na hora de finalizar, chutando fraco para a defesa fácil de Deola aos 8 minutos. A situação ficou se repetindo até os 20 minutos.

Os donos da casa dominavam a bola e tinham as únicas finalizações a gol,mas sem muito perigo para Deola. O Palmeiras tentava sair em contra-ataque, mas sempre errava no passe final, antes de concluir.

Aos 26 minutos, Fabiano Gadelha tentou jogar a bola para dentro da área, e Pierre desviou sem intenção usando a mão. O time do Prudente foi unânime ao pedir o pênalti, mas não foi ouvido por Heber Roberto Lopes. As chances continuavam com Prudente, apesar do esquema palmeirense armado com quatro volantes. Por falta de qualidade na hora de finalizar, os donos da casa não conseguiam tirar o zero do placar. Aos 31 minutos, Rodrigo Mancha aproveitou cruzamento, cabeceou a bola e deu trabalho para Deola, que afastou para escanteio.

O Palmeiras falhava muito com a bola nos pés de Rivaldo e Vitor, que erravam cruzamento atrás de cruzamento. Kleber ficava isolado à frente e recebeia quase nenhuma bola com chance de finalizar. Até que Márcio Araújo fez, aos 35 minutos, o que ninguém conseguia fazer até então: acertar um lançamento. Kleber pegou de primeira, de cabeça, e viu Giovanni fazer bela defesa. No rebote, o camisa 30 tentou colocar dar o passe para Dinei, mas errou na altura. E foi só no 1º tempo.

Na volta para a etapa final, Felipão acabou substituindo Rivaldo, que fez um péssimo primeiro tempo, por Gabriel Silva. Edinho também foi deslocado para a lateral-direita, e Vitor foi para o meio-campo. Já no Prudente, Flávio entrou no lugar de Cleidson e o atacante Henrique Dias entrou no lugar de Carlos Eduardo, para melhorar o poder ofensivo dos anfitriões. A mudança surtiu resultado. Henrique Dias puxou a marcação de dois zagueiros, e Hugo ficou livre para finalizar da intermediária. O chute não foi tão bom, e Deola fez a defesa.

O Palmeiras também mostrou estar mais ligado. Kleber teve duas chances em seguida. Uma de cabeça, que ele colocou a bola por cima do gol, e outra em um lançamento que fez o atacante se esticar para desviar, mas sem muito sucesso. Aos 14 minutos, Marcos Assunção lançou a bola dentro da área e Danilo errou a finalização, colocando a bola por cima de Giovanni.

Dois minutos depois, Edinho recebeu pela direita e cruzou fraco e rasteiro. A bola foi em direção de Dinei, que errou a bola, com uma furada incrível. O erro até confundiu a zaga e a bola sobrou sozinha para Márcio Araújo. O volante chutou com o gol vazio e ainda acertou o goleiro antes de balançar as redes. O Palmeiras saia à frente aos 16 minutos.

Aos 22, o Palmeiras armou jogada semelhante. Edinho recebeu nova bola no contra-ataque pela direita, mas acertou o zagueiro na hora de cruzar. Na cobrança do escanteio, Dinei errou a cabeçada naquela que seria sua última jogada dentro de campo. Tadeu entrou no lugar do estreante da noite.

A partir dali, o Palmeiras reforçava a sua marcação e cozinhava o jogo. A pouca qualidade do time de Prudente facilitava o jogo imposto pelo time de Felipão, que só se preocupava em segurar a vitória. O Prudente marcou o gol que seria de empate aos 47 minutos, mas o impedimento foi marcado.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO PRUDENTE x PALMEIRAS


Local: Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP)
Data: 22 de setembro de 2010, quarta-feira
Horário: 19h30 (Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e João Bourgalber Nobre Chaves (ambos SP)
Público: 11.127 pessoas

GOL
PALMEIRAS:
Márcio Araújo, aos 16 minutos do 2º tempo

CARTÕES AMARELOS:
GRÊMIO PRUDENTE: Diego Giaretta e Marcelo Oliveira
PALMEIRAS: Maurício Ramos

GRÊMIO PRUDENTE: Giovanni; Bruno Ribeiro, Anderson Luiz, Diego e Cleidson (Flavio); Rodrigo Mancha, Marcelo Oliveira, Roberto, Fabiano Gadelha (Wesley) e Carlos Eduardo (Henrique Dias);  Hugo
Técnico: Marcelo Rospide

PALMEIRAS: Deola, Vítor, M.Ramos, Danilo e Rivaldo (Gabriel); Edinho, Pierre, M.Araújo e M.Assunção; Dinei (Tadeu) e Kleber.
Técnico: Luiz Felipe Scolari


Leia mais sobre: palmeiras prudente brasileirão

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

Lance de Grêmio Prudente x Palmeiras, pelo segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2010

Jogo complicado
Os palmeirenses Kleber e Rivaldo marcam em cima Bruno Ribeiro, do Prudente

Topo
Contador de notícias