iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/09 - 15:24

Pai de Neymar dispara: "Hipocrisia é geral. Deixem o meu filho em paz"
Pai do jogador garante que aceitou decisão, mas desabafou sobre afastamento de Neymar

Samir Carvalho, iG São Paulo

Após a decisão do afastamento do atacante Neymar por tempo indeterminado, o pai do jogador, Neymar da Silva Santos, declarou que aceitou a postura da diretoria santista, que atendeu o pedido do técnico Dorival Júnior e afastou o atleta por período indeterminado. O jogador foi afastado por ter xingado o treinador e o capitão do time, Edu Dracena, no final do jogo contra o Atlético-GO, na última quarta-feira.

Apesar de dizer que não está contrariado com a punição imposta ao filho, Neymar da Silva intitulou a decisão como "hipocrisia" e não conseguiu esconder a chateação com o técnico Dorival Júnior.

"Hipocrisia é geral. Vai servir para quem quiser. Não tenho o que falar sobre o Dorival, e sim do Neymar. Não me meto no trabalho do técnico, e nem vou me meter. O que o Dorival faz, pensa, ou deixa de fazer não é problema meu", afirmou o pai do jogador, em entrevista à rádio Eldorado/ESPN.

Neymar da Silva Santos, inclusive, lamentou o tratamento que o filho está recebendo após o desentendimento com Dorival Júnior. "Estão pintando o meu filho como um monstro. Estou cansado de hipocrisia. Não tenho muito o que falar. Só queremos ficar em paz. Pelo amor de Deus, deixem o Neymar em paz. O filho é meu, e ele tem contrato com o Santos", disse Silva Santos

Afastado, o atacante não viajou com o elenco neste sábado para o duelo contra o Guarani, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O jogador ficará treinando sozinho no CT Rei Pelé, neste final de semana. Na próxima segunda-feira, a situação do jogador será reavaliada. A esperança da diretoria é que Dorival aceita o retorno de Neymar no clássico contra o Corinthians, na próxima quarta-feira.

"Não tenho de falar nada. Eu estou de acordo. O Neymar tem contrato e tem de cumprir o que mandaram fazer. Ele desacatou (o técnico Dorival). Não temos nada o que falar, só queremos ficar em paz. Só isso que estou pedindo, pelo amor de Deus, deixem o Neymar em paz. O filho é meu e ele é jogador do Santos", concluiu.

 


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias