iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/09 - 13:35

Santos multa Neymar e exige mudança de comportamento do atacante

Presidente do clube, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, anuncia que jogador será punido em seus vencimentos e exige mudanças de comportamento

 

Samir Carvalho, iG São Paulo

O presidente Luis Álvaro de Oliveira confirmou no inicio da tarde desta quinta-feira, em nota oficial, que o atacante Neymar será multado em parte de seus salários por causa da atitude do jogador no final do jogo contra o Atlético-GO, onde a joia santista xingou o técnico Dorival Júnior após o treinador proibi-lo de cobrar um pênalti nos minutos finais da partida contra os goianos.

"O atacante Neymar infringiu o regulamento interno ao desrespeitar seus companheiros e o técnico Dorival Jr. durante a partida contra o Atlético-GO e será multado em parte de seus vencimentos", afirmou o mandatário santista, que também exigiu uma mudança de conduta do atleta com seus companheiros de time e adversários. Antes de desrespeitar o capitão do Santos, Edu Dracena e o técnico Dorival Júnior, o atacante santista já havia se envolvido em várias polêmicas com adversários durante os jogos.

"O clube exigirá mudanças profundas em seu comportamento dentro e fora de campo, com seus colegas de time e adversários, e estará ao lado do jogador para que este momento de dificuldade seja superado. Consideramos que Neymar é um jovem de talento raro, que certamente está passando por uma fase de radical transformação", disse.

Apesar da punição, o presidente santista fez questão de dizer que o jogador receberá o apoio o clube neste momento difícil de sua carreira. "Apesar de não concordarmos com suas últimas atitudes, gostaríamos de reiterar publicamente nossa confiança no atleta, nosso carinho neste garoto que encantou a todos que amam o futebol e nossa certeza sobre seu caráter e retidão", concluiu.

A punição foi decidida, após a diretoria do Santos se reunir com os representantes do atacante Neymar: o pai do jogador, Neymar da Silva Santos e o empresário Wagner Ribeiro. O encontro foi para discutir sobre a atitude do camisa 11, que xingou o capitão da equipe, Edu Dracena e o técnico Dorival Júnior no final do jogo contra o Atlético-GO.  
 


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias