iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/09 - 13:17

Pai reconhece erro de Neymar em jogo do Santos

"Ninguém aqui está para passar a mão na sua cabeça, mas isso já foi resolvido", afirmou Neymar "pai"

Agência Estado

O pai de Neymar reconheceu nesta quinta-feira que o atacante santista errou na última polêmica em que se envolveu. Na quarta, o jogador xingou o técnico Dorival Júnior após ser proibido de cobrar um pênalti na vitória por 4 a 2 com o Atlético-GO. Além disso, discutiu com o zagueiro e capitão Edu Dracena pouco depois do desentendimento com o treinador.

Pelo comportamento, Neymar pode ser punido pela diretoria do Santos. Mas Neymar da Silva Santos garantiu que a situação já está solucionada. "O Neymar errou, claro que errou, mas ninguém aqui está para passar a mão na sua cabeça, mas isso já foi resolvido", afirmou, em entrevista à "TV Globo".

O pai de Neymar avaliou que o jogador ainda está em formação e tudo que o envolve toma proporções maiores e, assim, suas ações se tornam polêmicas. "O Neymar é um garoto de 18 anos, que está bombando no futebol, com os nervos à flor da pele, que todo mundo está olhando o que ele está fazendo, tudo toma uma proporção maior", disse.

Principal destaque do Santos nos primeiros meses de 2010, Neymar foi fundamental para a conquista dos títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, mas vem colecionando polêmicas e desafetos nos últimos meses, principalmente após recusar uma proposta milionária de transferência para o Chelsea.

Neste ano, a primeira polêmica aconteceu em clássico contra o Corinthians, no Paulistão, após dar um chapéu em Chicão com a partida paralisada. Neymar também foi criticado depois de perder um pênalti na final da Copa do Brasil, contra o Vitória, ao dar uma "cavadinha".

Mais recentemente, foi criticado pelo técnico Antônio Lopes por provocações feitas durante partida contra o Avaí. No último fim de semana, quis brigar com João Marcos após a derrota para o Ceará e foi contido pelos jogadores do Santos, que agora o criticam pelo seu comportamento na última quarta-feira, quando se exaltou contra o técnico Dorival Júnior, revoltado por não ter cobrado um pênalti.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias