iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/09 - 14:53

Alheio à polêmica de Neymar, Marcel comemora artilharia

"Consegui essa marca mesmo entrando no decorrer dos jogos na maioria das vezes", disse o atacante, autor de um gol na vitória sobre o Atlético-GO

Gazeta Esportiva

Desde a chegada à Vila Belmiro, o atacante Marcel jamais se firmou entre os titulares do Santos. Entretanto, mesmo tratado como opção do banco de reservas, o centroavante assumiu nesta quarta-feira a artilharia do clube da Baixada no Campeonato Brasileiro ao lado de Neymar - ambos somam seis gols marcados. E, pelo fato, o jogador comemorou o tento anotado na vitória por 4 a 2, de virada, sobre o Atlético-GO.

"É ótimo para qualquer atacante ser artilheiro da equipe. Para mim é especial, porque consegui essa marca, mesmo entrando no decorrer dos jogos na maioria das vezes. Isso dificulta um pouco mais a missão de fazer os gols, mas o que importa é ajudar o Santos", afirmou o jogador, que acabou sendo motivo de polêmica no confronto diante dos goianos.

Marcel foi o responsável por fechar o marcador ao anotar, de pênalti, o quarto gol santista na partida. Convocado por Dorival Júnior para executar a penalidade máxima, o jogador viu o companheiro Neymar repudiar a decisão do treinador. O constrangimento seguiu no decorrer da partida, chegando ao ponto do técnico René Simões, do Atlético-GO, chamar o camisa 11 de "mau educado."

A intransigência da revelação santista, no entanto, acabou abafada por Dorival Júnior, que prometeu solucionar o problema internamente. O comportamento do jogador incomodou o próprio pai do atacante, que justificou o fato pela pressão sofrida por Neymar neste início de carreira, garantindo que o episódio servirá no processo de amadurecimento do atleta.

Alheio aos problemas internos do Santos, Marcel espera que a equipe volte a embalar no Campeonato Brasileiro, retomando a disputa pelo título, que, se conquistado, sacramentará a Tríplice Coroa - o time da Baixada já venceu nesta temporada o Paulistão e a Copa do Brasil.

"Encostamos novamente no G-4, mas temos um jogo a menos para cumprir. Isso nos faz acreditar que é possível chegar ao título, se mantivermos o empenho. Temos o Guarani neste final de semana, e esse jogo será fundamental porque estamos brigando pelas primeiras posições e ainda teremos o clássico com o Corinthians em breve. É hora de conseguir uma sequência de vitórias", completou o centroavante.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias