iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/09 - 17:54, atualizada às 19:32 15/09

Marcelinho vira Lucas pela mãe e para evitar comparações
Novo xodó da torcida são-paulina, meia pediu para mudar de nome na camisa e foi “apresentado” pelo vice-presidente de futebol do clube

Levi Guimarães, iG São Paulo

Os desejos de ser reconhecido pelo nome de batismo e evitar comparações com um ídolo rival motivaram o meia Marcelinho, do São Paulo, a pedir a mudança de seu nome na camisa 37 para Lucas. A alteração na camisa do jogador já foi feita no treinamento desta quarta-feira no CT do clube na Barra Funda e na noite de quinta-feira Lucas fará sua “estreia” contra o Internacional no Morumbi.

“Incomodava um pouco, porque jogo no São Paulo. O Marcelinho [Carioca] foi um grande jogador, ídolo do Corinthians, mas não queria ser comparado a ele. A minha mãe também pediu isso e tenho certeza de que ela está muito feliz”, explicou o jogador, reconhecendo não querer comparações.

Considerado como uma das melhores revelações das categorias de base do São Paulo nos últimos tempos, o jogador solicitou a mudança de nome para assessoria de imprensa do clube na tarde de terça-feira. O vice-presidente de futebol Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, consultou o presidente Juvenal Juvêncio e o pedido foi aprovado no mesmo dia.

Depois do treinamento desta quarta, Leco chegou a realizar uma “apresentação oficial” do jogador, que vestiu pela primeira vez a camisa do São Paulo com o nome Lucas. O dirigente negou que a alteração tivesse sido sugerida pelo próprio São Paulo, por conta da referência a Marcelinho Carioca.

“A referência se explica por duas razões. Porque ele começou numa escolinha do Marcelinho e até por algumas características físicas. Mas nada contra o Marcelinho [Carioca], absolutamente não. Apenas atendemos e respeitamos um posicionamento que ele nos passou”, disse Leco.

O próprio atleta, contudo, frisou mais de uma vez que a decisão veio dele mesmo e foi motivada pelo fato de ser chamado pelo próprio nome entre seus familiares. “Lá em casa nem existe Marcelinho, todos me chamam de Lucas. O doutor Leco falou tudo, era uma vontade minha de usar meu nome na camisa. Agora vou poder usar o nome que meu pai e minha mãe me deram”.

Mais um motivo citado por Lucas para a decisão foi o apelo da torcida são-paulina. "Algumas pessoas vieram falar comigo, torcedores na internet. No começo queria só jogar, depois que pensei nisso do nome, e que não ficava bem, porque não tem nada de Marcelo no meu nome". E, de fato, como consta na certidão de nascimento do atleta, seu nome completo é Lucas Rodrigues Moura da Silva.

Se para imprensa e torcedores a tarefa de reconhecer o novo nome pode até ser considerada fácil, para os companheiros de time isso pode ser mais difícil. “No começo é meio complicado mesmo. [No treino desta quarta] alguns chamavam de Lucas porque viram o nome na camisa, outros ainda de Marcelinho, aos poucos vai mudando”.

Mesmo com as dificuldades, no entanto, a mudança parece ter sido aprovada. “Acho que o garoto fez certo, é um cara que ainda está começando, tem que ter o estilo próprio. Pro jogador é melhor ser chamado pelo seu nome, até porque cria identidade maior e evitar comparações. Acho que pra ele vai ser melhor na carreira”, disse o zagueiro Miranda, que chegou à sala de imprensa sendo chamado de João pelos jornalistas, em referência a seu primeiro nome.

Leia mais sobre: são paulo futebol lucas marcelinho

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação

O jogador Lucas, que não quer mais ser chamado pelo apelido Marcelinho, exibe a camisa com o novo...

Novo "reforço"
Lucas, ex-Marcelinho, exibe a camisa que usará nesta quinta-feira, contra o Internacional

Topo
Contador de notícias