iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/08 - 13:32

Corinthians e construtora assinam nesta terça o pré-contrato para obra do estádio

Clube divulgou nota oficial com detalhes da construção, que custará entre R$ 335 milhões e R$ 350 milhões. Corinthians criará uma empresa apenas para gerenciar os recursos do estádio

Agência Estado

O Corinthians divulgou nota oficial nesta terça-feira com detalhes do projeto de construção do seu estádio no distrito de Itaquera. O clube explicou que as obras começarão a ser realizadas ainda neste ano e terão um custo de R$ 335 milhões (que podem chegar a R$ 350 milhões). Além disso, ressaltou o apoio recebido de todas as esferas públicas.

"Será assinado hoje (terça-feira) um pré-contrato com a Organização Odebrecht para a construção de nosso estádio, em Itaquera, com um valor de referência de R$ 335 milhões, com a capacidade para receber 48 mil pessoas", explicou Andrés Sanchez, no comunicado divulgado no site oficial do clube.

O clube detalhou também que a obra será paga com a cessão dos direitos sobre a propriedade do nome do estádio (o naming rights). Se o valor recebido pela Odebrecht for inferior a isso, o Corinthians terá que arcar com a diferença. Caso seja superior, o lucro ficará com a equipe paulista.

- Divulgação
Maquete do estádio corintiano que foi projetado pelo arquiteto Aníbal Coutinho


"Se a receita auferida pela revenda for maior do que R$ 335 milhões, o valor que exceder ao valor contratado será de propriedade do Corinthians; no caso reverso, o Corinthians cobrirá a diferença com suas receitas próprias, na mesma proporção do repagamento do financiamento concedido pelo BNDES".

O dirigente revelou a previsão de que a construção do estádio em Itaquera deverá ter início ainda neste ano. "O Corinthians antevê, com base nos contatos técnicos previamente estabelecidos com o BNDES, o enquadramento formal do projeto antes de 90 dias e, o início das obras, ainda neste ano", explica.

Andrés Sanchez espera que o estádio seja inaugurado nos primeiros meses de 2013, o que permitira a sua utilização na Copa das Confederações. Além disso, admite que o apoio maciço dos governos municipal, estadual e federal serão fundamentais para que o processo de construção seja acelerado. O clube vai criar uma empresa somente para gerir o estádio, que terá diretores diferentes daqueles que cuidam de questões internas na sede do Parque São Jorge.

"Todos os esforços serão mobilizados para que a inauguração ocorra antes do segundo semestre de 2013, já que o apoio unânime dos governos Federal, do Estado e do Município abreviará os tempos de análise e aprovação pelos órgãos competentes", comenta.

E o dirigente aproveitou para comemorar a realização do desejo corintiano de possuir o próprio estádio. "Chega assim ao seu final feliz o resultado de quase três anos de dedicação desta Administração e de mais dezenas de anos das anteriores, em um trabalho profissional de buscar a melhor solução", disse.


Leia mais sobre: Corinthians Copa do Mundo 2014 Estádio Corinthians

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

corinthians estadio

O estádio
Marco Polo Del Nero, Andrés Sanchez, Gilberto Kassab e Alberto Goldman e o projeto corintiano

Topo
Contador de notícias