iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/08 - 09:15

Grêmio quer Ronaldinho e Mano Menezes na "Calçada da Fama"

Pentacampeão mundial e técnico da seleção se juntariam a outras 38 personalidades já eleitas pelos gremistas

Altair Santos, especial para o iG

Ronaldinho Gaúcho e Mano Menezes tendem a ser os próximos homenageados na Calçada da Fama do Grêmio. Seus nomes serão colocados para votação e, se aprovados, irão se tornar mais duas exceções à regra. Desde que a calçada foi criada, em 1996, apenas dirigentes, técnicos e atletas que não estão em atividade deveriam receber a homenagem. 

Ronaldinho, que ainda está na ativa, defendendo o Milan, e de Mano Menezes, atual técnico da seleção brasileira, eles ganhariam o direito de deixar suas “pegadas” na calçada por relevância histórica. “Normalmente, o critério de relevância histórica vale somente para os capitães. Mas isso não impede que um jogador ou treinador, mesmo sem títulos, venha a ser homenageado”, diz Claus Farina, historiador do memorial do Grêmio e responsável pela Calçada da Fama.

Gazeta Press
As pegadas de Baltazar e Edinho na Calçada da Fama do Grêmio

A próxima votação para escolher dois novos homenageados será no ano que vem. A eleição, desde 1999, ocorre de dois em dois anos e envolve votos da diretoria, dos conselheiros e de jornalistas. Na mais recente votação, os escolhidos foram Edinho, capitão do time campeão da Copa do Brasil em 1989, e Valdo, que também foi campeão da Copa do Brasil em 1989. Até 2009, o Grêmio prestou 38 homenagens em sua Calçada da Fama.

Dos que foram escolhidos para deixar suas “pegadas” no memorial gremista, só dois ainda não apareceram no Olímpico. São o atacante Jardel, campeão da Libertadores em 1995, e Emerson Leão, capitão do time campeão brasileiro em 1981. No caso do jogador, o fato de ter se tornado um nômade da bola tem impedido que a agenda dele e a do Grêmio coincidam. “Às vezes, a pessoa é agraciada, mas não está no Brasil ou está em outro clube e adia a homenagem”, justifica Claus Farina. Atualmente, Jardel está no futebol búlgaro, atuando pelo Cherno More Varna.

Já Emerson Leão, que no caso deixaria as marcas de suas mãos na calçada, comunicou ao Grêmio que só irá confirmar a homenagem quando se aposentar. “Não acho ético estar trabalhando por um clube e receber homenagem de outro”, disse. Na primeira quinzena de agosto, na condição de treinador do Goiás, ele esteve duas vezes em Porto Alegre - enfrentou o Grêmio pela Sul-Americana e pelo Campeonato Brasileiro - e foi sondado para ir à Calçada da Fama, mas manteve sua posição.

Mesmo assim, Leão está mantido na lista de homenageados, que ainda: inclui Fernando Kroeff (patrono do clube), Adílson Baptista, Airton “Pavilhão”, Alcindo, Antilio Ancheta, André Catimba, Baltazar, Hugo De Leon, Edinho, Oswaldo Rolla “Foguinho”, Iura, Jardel, João Severiano, Juarez, Mazaropi, Oberdan, Ortunho, Pingo, Renato Portaluppi, Ênio Rodrigues, Valdir Espinosa, Mauro Galvão, Altemir, Áureo, Milton Kuelli, Marino, Zinho, Sérgio Moacir, Tarciso, Calvet, China, Dinho, Luís Eduardo, Valdo, Sandro Goiano, César e Danrlei.
 
Serviço

Localização: ao lado do Memorial do Grêmio, no estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS.
Horário de visitação: das 9h ás 19h. Em dias de jogos, somente até o início da partida.
Valor do ingresso: sócios não pagam e não-sócios pagam R$ 4. 


Leia mais sobre: Grêmio Calçada da Fama

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

baltazar edinho gremio

Baltazar e Edinho
Em maio deste ano, ex-jogadores deixaram suas “pegadas” na Calçada da Fama

Topo
Contador de notícias