iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/07 - 20:32

Santos peca nas finalizações e vê Fluminense vencer na Vila

Após disperdiçar muitas oportunidades de marcar, Santos foi derrotado com um gol de Alan, obtido atrvés de um contra-ataque

Gazeta Esportiva

O Santos criou, tentou, insistiu, mas não conseguiu balançar as redes do Fluminense. Aplicados em campo, os cariocas conseguiram conter o ímpeto dos donos da casa e nos contra-ataques, com um gol do atacante Alan, conquistou a vitória por 1 a 0, neste domingo, na Vila Belmiro, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Este resultado colocou o Fluminensena vice-liderança da competição, com 19 pontos. Já o Peixe, que estava na quarta posição, caiu cinco colocações e agora ocupa o nono lugar, com 12 pontos ganhos.

Na próxima rodada, os santistas visitam o Atlético-PR, na quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), na Arena da Baixada. Para este confronto, o zagueiro Durval e o meia Paulo Henrique receberam o terceiro cartão amarelo e não atuam contra o Furacão. Já os cariocas recebem o Cruzeiro, na quinta, às 21 horas, no Maracanã.

Assista ao gol de Alan na Vila Belmiro

Veja os melhores lances do jogo


O jogo - veja como foi, lance a lance, a partida na Vila Belmiro
O Santos começou o jogo determinado a apagar a má impressão deixada no clássico do meio de semana, quando foi derrotado pelo Palmeiras. Ofensivo, com os seus três atacantes, o Peixe criou a sua primeira chance logo aos quatro minutos. O meia Paulo Henrique tocou para Robinho, que entrou na área e bateu à esquerda do gol de Fernando Henrique.

Mais defensivo, o Fluminense chegou pela primeira vez ao gol somente aos 16. O atacante Fred arriscou um forte chute de fora da área, a bola fez uma curva e o jovem goleiro santista, Rafael, não conseguiu segurar, espalmando a bola para escanteio.

O Alvinegro Praiano não deixou por menos e, aos 24, em rápido contra-ataque, quase abriu o placar. A jogada começou com Neymar, passou por André, com Ganso tocando para Robinho. O camisa 7 passou em velocidade pela direita, batendo de primeira na bola, só que um pouco acima do travessão

Pouco depois, aos 28, mais uma vez o Santos esteve perto do gol. Em cobrança de falta, Paulo Henrique mandou a bola na rede, pelo lado de fora, assustando o arqueiro tricolor, Fernando Henrique.

Antes do intervalo, o Peixe teve mais uma oportunidade. Aos 40, novamente Robinho recebeu pela direita, cruzou e na dividida com Fernando Henrique, Neymar tocou a bola pela linha de fundo, desperdiçando mais uma boa chance de abrir o placar. Ainda houve tempo para que os cariocas assustassem com o lateral direito Mariano, que tabelou com Fred e mandou uma bomba, por cima do gol de Rafael.

Na volta para o segundo tempo, os alvinegros continuaram pressionando. Logo aos três minutos, André desviou a bola com perigo, pela linha de fundo. Este foi o último lance de perigo do jogador, que acabou sendo substituído por outro centroavante, Marcel. No Flu, o técnico Muricy Ramalho trocou Rodriguinho por Alan.

Com essas alterações, a partida ficou mais quente. Aos 15, o Tricolor das Laranjeiras assustou com Carlinhos, que recebeu boa bola de Conca e soltou uma bomba, para boa defesa de Rafael. Na sequência, aos 16, a resposta santista veio com Marcel, que arriscou uma finalização de fora da área e mandou a bola no travessão.

Se aventurando bastante no campo de ataque, o Santos começou a abrir espaço para os contra-golpes do adversário. Em um deles, aos 32, o Fluminense chegou ao gol. Alan recebeu de Mariano, invadiu a grande área e bateu, sem chances para Rafael, abrindo o marcador para os visitantes.

Procurando ajudar a sua equipe a reverter o quadro dentro de campo, o técnico Dorival Júnior fez suas duas últimas substituições. Zé Eduardo entrou no lugar de Neymar e Madson na vaga de Madson, respectivamente.

A melhor oportunidade do Peixe aconteceu aos 39, em jogada iniciada por Arouca. O volante arrancou em velocidade e tocou para Robinho, que mandou a bola para Ganso. Inteligente, o camisa 10 abriu para Zé Eduardo, que bateu cruzado, só que não pegou bem na bola. O Rei das Pedaladas tentou salvar o lance, porém, não conseguiu fazer o gol.

Do outro lado, o Flu tentava segurar o Alvinegro Praiano. Para conseguir esse objetivo, inclusive, Muricy sacou o meia Darío Conca para a entrada do lateral Júlio César. A estratégia deu certo e os cariocas conseguiram manter o resultado até o final, conquistando a vitória em plena Vila Belmiro.

Milton Trajano

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 18 de julho de 2010, domingo
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Cláudio Mercante (PE)
Assistentes: Alcides de Lira Júnior (PE) e José Wanderlei da Silva (PE)
Renda: R$ 245.095,00
Público: 9.193 pagantes
Cartões amarelos: Arouca, Ganso e Durval (Santos); Diogo, Diguinho e Marquinho (Fluminense)

Gols: FLUMINENSE: Alan, aos 32 minutos do segundo tempo

SANTOS: Rafael; Maranhão, Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca, Wesley (Madson) e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Zé Eduardo), André (Marcel) e Robinho
Técnico: Dorival Júnior

FLUMINENSE: Fernando Henrique; Gum, André Luis e Leandro Euzébio; Mariano, Diogo (Marquinho), Rodriguinho, Darío Conca (Júlio César) e Carlinhos; Rodriguinho (Alan) e Fred
Técnico: Muricy Ramalho


Leia mais sobre: Fluminense Santos

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Photocamera

fluminense vence o santos na vila

Fluminense
Vitória sobre o Santos, em plena Vila Belmiro, coloca o time carioca na vice-liderança

Topo
Contador de notícias