iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/06 - 11:49

Nilmar estimula retorno do time de sua cidade natal
Atacante da seleção brasileira e um dos ídolos do Internacional está por trás do renascimento do União Bandeirante

Altair Santos, especial para o iG

Todo final de ano, o atacante Nilmar promove um jogo beneficente em sua cidade natal – Bandeirantes, no norte do Paraná (426 km de Curitiba). Ele divide a promoção com o goleiro Fábio, do Cruzeiro, e com o volante Jumar, atualmente no Vasco, que também nasceram na cidade. A partida reúne sempre outros convidados ilustres e resulta em doações para a população carente da região.

Na recente edição do evento, em dezembro de 2009, Nilmar e Fábio incentivaram os dirigentes de Bandeirantes a reativar o clube local, um dos mais tradicionais do interior do futebol paranaense: o União Bandeirante. Fundado em 1964, o clube foi quatro vezes vice-campeão estadual (1969, 1971, 1989 e 1992) e carregava como orgulho o fato de, junto com Coritiba e Atlético, ter sido o único que nunca havia sido rebaixado no Campeonato Paranaense.

No entanto, em 2006, com a saída de cena do mecenas do clube, o comendador Serafim Meneghel, o União Bandeirante anunciou a desativação. Em seu lugar surgiu outra equipe na cidade – o Bandeirantes Esporte Clube -, mas não foi capaz de suprir a lacuna deixada pelo União. Foi então que Nilmar e Fábio procuraram a prefeitura da cidade para pedir pela reativação do clube.

O apelo deu certo, e neste ano, o União Bandeirante anunciou seu retorno às competições. O clube se inscreveu para disputar a Terceira Divisão do Campeonato Paranaense, que começa em julho. O prefeito Celso Silva participa do projeto junto com um grupo de empresários. “O prefeito deu todo o apoio particular, porque pela prefeitura, logicamente, não pode fazer nada. Mas, como é um entusiasta do futebol, ele nos motivou”, disse Nelson Santos, que vai gerir o futebol do União.

Nilmar, que apesar de ter nascido em Bandeirantes foi revelado pelo time rival - o Matsubara, de Cambará -, não terá participação nem na parte financeira e nem na logística no projeto, mas os que trabalham no ressurgimento do União Bandeirante não esquecem do incentivo. “Ele é um personalidade da cidade. Levou o nome de Bandeirante para o mundo e o apelo dele foi decisivo para que o União ressurgisse”, confessou Nelson Santos. “Quem sabe ele e o Fábio não encerram a carreira aqui”, completou.

Integrante da Seleção Brasileira que disputa a Copa do Mundo de 2010, Nilmar saiu do Matsubara para o Internacional com 15 anos. No clube gaúcho, teve duas passagens. A primeira, entre 2002 e 2004, quando foi vendido ao Lyon (França). Depois, retornou em 2007 e ficou até 2009, negociado com o Villarreal. No Inter, disputou 77 jogos e marcou 35 gols. É apontado como uma das principais revelações do clube na década passada.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias