iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/06 - 12:29

Atlético-PR contrata antigos ídolos e vive à sombra de título de 2001
Sempre que pode o clube repatria personagens que fizeram parte do elenco no ano em que foi campeão brasileiro

Altair Santos, especial para o iG

O Atlético Paranaense não teve um início animador no Campeonato Brasileiro. Por isso, foi buscar o técnico Paulo César Carpegiani para acertar a casa no recesso da Copa do Mundo. O treinador não é um desconhecido do clube. Em 2001, comandou a equipe durante 16 partidas, no estadual daquele ano, e semeou a base do time que no final da temporada iria sagrar-se campeão brasileiro, sob o comando do treinador Geninho.

Carpegiani é só mais um personagem que o Atlético foi resgatar daquele ano dourado. Como se vivesse à sombra do título de 2001, o clube, vira e mexe, lembra de um jogador campeão ou um profissional que tenha contribuído para aquela campanha. Atualmente no CT do Caju, além do técnico, estão o preparador físico Riva de Carli e o herói daquela conquista: o atacante Alex Mineiro.

O jogador, aliás, é o que mais foi e voltou ao Atlético. O atacante já está em sua terceira estada no clube. Chegou em 2001 e foi campeão estadual e brasileiro. Saiu em 2003 e voltou em 2007, quando foi artilheiro do Campeonato Paranaense daquele ano  com 17 gols) Saiu de novo e retornou no ano passado. Porém, uma série de contusões o impediu de ter uma sequência de jogos.

A expectativa de Alex Mineiro é de que ele esteja 100% na fase pós-Copa do Campeonato Brasileiro. “Já estou recuperado de lesão (era uma inflamação crônica no tornozelo esquerdo) e agora é esperar o campeonato para engrenar de vez”, diz o atacante. Ele ainda comenta o fato de o Atlético parecer viver à sombra de 2001. “É normal que o clube estimule a volta daquele pessoal que deu a ele a maior conquista. Assim como o clube quer que a gente volte, a gente também gosta de voltar”, explica Alex.

Antes de acertar com Carpegiani, o Atlético flertou com Geninho. O técnico, cada vez que vem a Curitiba, tem seu nome gritado pela torcida na Arena da Baixada. “Eu virei atleticano, virei sócio do clube e sempre que o Atlético precisar estarei pronto a ajudá-lo”, diz. O discurso é igual ao adotado por Carpegiani em seu retorno. “O Atlético recebe bem e isso cria um apego que ajuda a gente a voltar, sempre que convocado”, explica.

Além dos atuais repatriados, o Atlético já sondou nesta temporada os retornos de Kléberson (quando o jogador estava na reserva do Flamengo) e de Kleber Pereira (atualmente reserva no Internacional). Por isso, nunca surpreende quando um velho conhecido dos atleticanos volta ao CT do Caju.


Leia mais sobre: Atlético-PR Capergiani Alex Mineiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

atletico paranaense botafogo alex mineiro

Alex Mineiro
Atacante passou por uma fase de lesões e espera estar 100% depois da Copa do Mundo

Topo
Contador de notícias