iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/05 - 00:00, atualizada às 01:38 20/05

Vitória goleia Atlético Goianiense e pega Santos na final da Copa do Brasil
Decisão da Copa do Brasil será realizada apenas após a disputa da Copa do Mundo, nos dias 28 de julho e 4 de agosto

Gazeta Esportiva

Vitória e Santos disputarão a final da Copa do Brasil de 2010. Nesta quarta-feira, a equipe baiana goleou em casa o Atlético Goianiense por 4 a 0 e classificou-se à decisão do torneio pela primeira vez em sua história. A equipe goiana havia vencido a partida de ida, disputada na última semana, por 1 a 0, mas foi eliminada por ter menor saldo de gols.

A classificação do time da casa foi selada ainda na primeira etapa. Primeiro Uelliton marcou de cabeça aos 29 minutos. Aos 33, foi a vez do artilheiro Júnior ir às redes. O artilheiro ainda voltou a marcar aos 45 minutos do segundo tempo. Aos 50, o goleiro Viáfara fez de pênalti.

Já o Santos conseguiu sua classificação ao derrotar o Grêmio por 3 a 1, na Vila Belmiro. O time paulista havia perdido por 4 a 3 a partida disputada no Olímpico e avançou por ter melhor saldo de gols no confronto. A final da Copa do Brasil será realizada apenas após a disputa da Copa do Mundo da África do Sul, nos dias 28 de julho e 4 de agosto.


O jogo
Empurrado pela torcida presente ao Barradão, o Vitória começou a partida dispostos a fazer valer seu mando de campo. Do outro lado, o Atlético Goianiense mostrou força e não se assustou, chegando a criar até boas chances de gol, como aos dez minutos, quando a zaga baiana apareceu bem para cortar cruzamento, que chegaria para Marcão abrir o placar.

Mesmo sem conseguir impor seu ritmo de jogo, o Vitória conseguiu abrir o placar aos 29 minutos do primeiro tempo: Ramón bateu falta para a área e Uelliton testou firme para o fundo do gol, aumentando a empolgação e a pressão da torcida nas arquibancadas do Barradão.

Quatro minutos mais tarde, Júnior marcou novamente para os donos da casa: após levantamento na área, Bida ajeitou de cabeça e o atacante do Leão desviou tirando do goleiro Márcio. O arqueiro do Atlético ainda foi obrigado a fazer difícil defesa aos 44 minutos do primeiro tempo, após cabeçada de Anderson dentro da pequena área.

Prevendo o Atlético-GO com força total no ataque na segunda etapa, o Vitória iniciou o segundo tempo com suas linhas defensivas bem adiantadas e dominando o meio de campo. Desse modo, a equipe baiana conseguiu levar perigo aos seis minutos, quando Márcio apareceu bem novamente e impediu o terceiro gol do Leão.

AE
Faixa pede apoio aos ambulantes que trabalham no estádio do Vitória
Faixa pede apoio aos ambulantes que trabalhavam no Vitória


O ímpeto ofensivo dos goianos aos poucos passou a vencer a postura defensiva da equipe baiana. O time começou a criar boas chances para marcar e só não comemorou o tento porque a cabeçada de Pituca, aos 18 minutos, acertou o travessão antes da zaga do Vitória afastar.

O Atlético Goianiense seguiu pressionando, mas Viáfara esteve em noite inspirada. O arqueiro da equipe baiana salvou a equipe aos 32 minutos, em chute forte de fora da área. Aos 45 minutos, Júnior foi às redes novamente. Aos 50, Viáfara bateu pênalti e selou a goleada.


FICHA TÉCNICA - VITÓRIA 4 x 0 ATLÉTICO-GO


Local:
Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 19 de maio de 2010, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Carlos Berkenbrock (Fifa-SC)

Cartões Amarelos: Uelliton, Ramón Menezes e Viáfara (Vitória); Agenor, Juninho, Jairo, Ramalho e Márcio Gabriel (Atlético-GO)
Cartão Vermelho: Márcio Gabriel (Atlético-GO)

Gols: VITÓRIA: Uelliton, aos 28 minutos do primeiro tempo, Júnior, aos 33 minutos do segundo tempo, e aos 45 minutos do segundo tempo, e Viáfara, aos 50 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Viáfara; Nino Paraíba, Wallace, Vilson e Egídio; Vanderson, Uelliton, Bida (Neto Coruja) e Ramón Menezes (Neto Berola); Elkeson (Renato) e Júnior
Técnico: Ricardo Silva

ATLÉTICO-GO: Márcio; Márcio Gabriel, Jairo, Gilson e Tiago Feltri; Agenor, Pituca (Anaílson), Ramalho e Erandir (Wesley); Marcão e Juninho (Diogo)
Técnico: Geninho  


Leia mais sobre: Vitória Atlético Goianiense Copa do Brasil

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

junior vitória atletico goianiense

Júnior marca
Atacante foi o responsável por dois dos quatro gols da equipe baiana no Barradão, em Salvador

Topo
Contador de notícias