iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/05 - 21:30

Ganso se recusa a ser substituído e pede vaga na seleção

Ao virar herói santista, meia aproveitou para pedir uma oportunidade no time de Dunga

Gazeta Esportiva

Quando Neymar e Robinho já estavam no banco colaborando apenas como torcedores do Santos neste domingo, o técnico Dorival Júnior indicou também a intenção de tirar Paulo Henrique Ganso de campo para fechar o Peixe, que sofria uma forte pressão do Santo André. Mas o meia se recusou a deixar o gramado do Pacaembu e, ao virar herói santista, aproveitou para pedir uma oportunidade na seleção brasileira.

"Como os principais jogadores não estavam em campo, eu assumi a responsabilidade para fazer correr o tempo e conquistar o título. Apesar de ter jogado com a camisa 17, eu me senti como se estivesse com a 10 do Santos e tive que chamar o jogo. Espero conseguir uma oportunidade na seleção agora, mas respeitando o técnico Dunga", afirmou.

O meia não fez gol na final, mas a sua disposição em seguir em campo rendeu elogios do técnico Dorival Júnior, que não reclamou da 'insubordinação' do jogador. "Foi uma atitude de homem. A postura de um atleta que é importantíssimo e que resolveu o jogo para a gente".

O técnico da seleção brasileira, Dunga, anunciará no dia 11 a lista de convocados para a Copa do Mundo da África do Sul. Depois de Ganso pedir uma vaga na relação de 23, o restante do elenco santista reforçou o lobby pelo colega.

"Você está jogando muito e merece ir à Copa (do Mundo)", disse o goleiro Felipe, emocionado. O atacante Robinho, que tem um posto garantido no Mundial, também enalteceu a postura do meio-campista, principalmente pela coragem de pedir ao treinador que não o retirasse da partida.

"Ele mostrou que é um grande jogador, um craque. E, para jogar no Santos, tem que fazer o que ele fez mesmo, com personalidade. O Paulo Henrique está de parabéns. Tem tudo para um dia chegar à seleção", afirmou o 'Rei das Pedaladas'. Paulo Henrique Ganso não chamou a responsabilidade somente no campo, diante de mais de 35 mil torcedores. Nos vestiários, ainda no intervalo, o garoto de 20 anos exibiu a coragem de um veterano para cobrar o elenco. "Chamei todo mundo e falei para ninguém baixar a cabeça, porque não perderíamos de jeito nenhum", revelou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias