iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/03 - 18:29

Ganso e Pará não consideram comemorações provocativas

Palmeirenses se sentiram provocados e mais motivados para derrotar o Santos, como se viu na Vila Belmiro, após gols seguidos por danças

Gazeta Esportiva

As animadas comemorações de gols do Santos, em que os jogadores põem em prática coreografias inusitadas, vêm chamando a atenção da mídia e deixando alguns adversários irritados. Após o clássico deste domingo, em que o Palmeiras derrotou o Peixe, por 4 a 3, alguns atletas da equipe alviverde se manifestaram sobre as extrovertidas comemorações santistas, dizendo que elas provocam e deixam os rivais ainda mais motivados contra o time da Vila Belmiro.

Mas, para o meia Paulo Henrique, as coreografias não têm o intuito de provocar os adversários. "Não sei se isso pode deixar ainda mais motivado do que um clássico contra o Santos, que é um grande clube. E nós não vamos mudar o nosso jeito por causa disso. Vamos continuar fazendo os gols e as comemorações do mesmo jeito", disse Ganso, argumentando que as comemorações fazem parte da alegria do futebol.

"Quando qualquer jogador faz um gol, é o momento de extravasar, de demonstrar alegria. E é isso que fazemos em nossas comemorações. Não é nada ensaiado. É uma coisa do momento, que dá na cabeça de algum jogador, que pode ser o Neymar, o Robinho, o André ou até mesmo eu", afirmou.

Indagado ainda se havia visto que as comemorações dos gols palmeirenses como provocações ao Santos, Paulo Henrique se esquivou da polêmica. "Acho que não houve nenhuma provocação, tanto de um lado, quanto do outro. Quando o Santos fez gol, dançou e fez a alegria da sua torcida. E se o Diego Souza achou que aquele era o momento certo para dançar, não tem problema. Para mim, qualquer comemoração é válida, desde que não tire 'onda' com a torcida adversária", destacou.

O polivalente Pará, que diante do alviverde deixou a sua marca, ao anotar o primeiro gol do clássico, concordou com Ganso. "O mais importante é que saíram os gols e que Santos e Palmeiras fizeram suas torcidas comemorarem bastante. Foram sete gols em uma grande partida. O Palmeiras foi mais eficiente e saiu com a vitória", encerrou.


Leia mais sobre: Santos Ganso Pará

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

Palmeiras

Dança alviverde
Jogadores do Palmeiras fizeram questão de dançar após marcarem o 2º, 3º e 4º gols na Vila

Topo
Contador de notícias