iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/03 - 08:53

Pequenos lucram mais no grupo de Fla e Flu no Carioca

Na chave A, quatro dos seis clubes de menor expressão tiveram resultado financeiro positivo, com a proporção inversa na B. Flu foi o único dos grandes a ter prejuízo

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro

No Campeonato Carioca há equilíbrio entre quem lucra e quem tem prejuízo. Metade dos clubes ‘pequenos’ ficou no vermelho. A outra metade foi feliz ao cair no grupo de Flamengo e Fluminense, trens pagadores do Estadual. O primeiro pagou boas rendas em bilheteria. Já o clube das Laranjeiras pagou à Justiça. Campeão de penhoras, o Fluminense desembolsou mais de R$ 800 mil só na Taça Guanabara por execuções judiciais.

O maior lucro, no entanto, ficou no outro grupo, com o Vasco levando R$ 936 mil para São Januário. O Flamengo, sem estádio próprio, teve saldo positivo de R$ 757.343,09. O Fluminense, por sua vez, ficou devendo. Com a mordida nas rendas, foi o único entre os grandes a fechar o turno no vermelho.

O levantamento feito pelo iG com os boletins financeiros disponíveis no site da Ferj (Federação de Futebol do Rio) mostra que só o que salva os pequenos de um prejuízo devastador para a sua capacidade (casos de Olaria e Americano, com perdas de R$ 24 mil e R$ 27 mil, respectivamente) é contar com a sorte quando enfrentam as principais equipes do Estado.

Se o público for bom, basta um jogo para transformar prejuízo em lucro. Mas o efeito inverso é ainda pior, pois as despesas de um estádio maior também são ampliadas. O América, com R$ 17.507,71 de déficit na Taça Guanabara, não teve alívio nem ao enfrentar o Botafogo, no Engenhão, no dia 30 de janeiro. Saiu de lá de mãos abanando. Ao menos foi melhor que o anfitrião, que ficou devendo R$ 17.322,84 apenas neste boletim.

Casos como esse se repetem. Nos jogos entre os pequenos, a situação é desesperadora. Em alguns dos relatórios, a despesa é dez vezes maior que a renda. Quando o Macaé recebeu o Friburguense no Godofredo Cruz, em Campos dos Goytacazes, foram 71 testemunhas pagando ingresso. Outras 50 pessoas entraram de graça. A arrecadação ficou em R$ 740,00, e as despesas, em R$ 13.679,39. O valor arrecadado neste jogo, por exemplo, não chegou nem perto de cobrir ao menos o custo de arbitragem, estipulado no documento em R$ 3.700,00.

O Tigres do Brasil deu mais sorte. Quando enfrentou o Vasco, em São Januário, voltou com mais de R$ 65 mil para casa e terminou o primeiro turno com o maior lucro entre os pequenos jogando como visitante. No dia 16 de janeiro, a estreia do Vasco arrecadou R$ 264.285,00 em São Januário, sinônimo de alívio para o time de Caxias. Contra o Botafogo, também no estádio vascaíno, mas desta vez como mandante, houve prejuízo de R$ 8.671,38, somando um total negativo de mais de R$ 13 mil como anfitrião. Por sorte, a abertura do Estadual rendeu o suficiente para o Tigres cobrir com sobras este montante.

Enquanto os outros três clubes de grande expressão do Rio tiveram motivos para sorrir, a situação jurídica do Fluminense inspira cuidados. Não foram poucos os jogos em que a instituição não viu um centavo da renda. Exemplo claro é o Fla-Flu do dia 31 de janeiro, quando o Fluminense deveria voltar para casa com R$ 398.383,03, mas não levou nada. Foram três execuções judiciais com penhora sobre a renda, uma delas ultrapassando os R$ 275 mil.

Confira abaixo o levantamento apontando quem lucrou e quem teve prejuízo com as rendas do Estadual:

 GRUPO A  mandante  visitante  total  penhoras
 Flamengo  R$ 357.767,75  R$ 399.575,34  R$ 757.343,09  R$ 165.755,62
 Bangu  R$ 45.483,78  R$ 26.475,56  R$ 71.959,34         ---
 V. Redonda  R$ 33.256,60  R$ 19.340,06  R$ 52.596,66         ---
 Duque  R$ 2.495,76  R$ 45.874,90  R$ 48.370,66         --- 
 Americano  R$ 7.817,13  R$ 19.340,06  R$ 27.157,19         ---
 Boavista  R$ 9.924,97  R$ 4.042,31  R$ 13.967,28         ---
 Fluminense  -R$ 1.724,23  -R$ 11.018,07  -R$ 12.742,30  R$ 812.080,57
 Olaria  -R$ 11.992,88  -R$ 12.280,90  -R$ 24.273,78         ---

 

 GRUPO B  mandante  visitante  total  penhoras
 Vasco  R$ 804.368,64  R$ 132.487,46  R$ 936.856,10  R$ 248.575,02
 Botafogo  R$ 84.978,62  R$ 479.635,35  R$ 564.613,97  R$ 518.729,14
 Tigres  -R$ 13.721,66  R$ 53.833,74  R$ 40.112,08         ---
 Friburguense  R$ 6.578,82  -R$ 2.569,45  R$ 4.009,37         --- 
 Resende  -R$ 60,74  -R$ 5.902,09  -R$ 5.962,83         ---
 Madureira  R$ 585,59  -R$ 8.662,97  -R$ 8.077,38         ---
 Macaé  -R$ 17.480,41  R$ 3.033,79  -R$ 14.446,62         ---
 América  -R$ 10.029,25  -R$ 7.478,46  -R$ 17.507,71         ---


Leia mais sobre: Flamengo Fluminense Vasco Botafogo Campeonato Carioca

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

fla flu vagner love flamengo fluminense

Fluminense 3 x 5 Flamengo
Tricolor levou uma incrível virada no placar e ainda saiu do Maracanã sem a renda

Topo
Contador de notícias