iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/02 - 18:56, atualizada às 20:41 04/02

Empate no Palestra mantém Palmeiras e Portuguesa sob desconfiança

Rivais da capital paulista não conseguiram deixar as posições intermediárias na tabela de classificação; Armero errou de novo em lance de gol adversário

Gazeta Esportiva

Palmeiras e Portuguesa jogaram fora a oportunidade de embalar no Campeonato Paulista. Sem a presença de um jogador que pudesse fazer a diferença, as equipes ficaram longe de empolgar no clássico disputado nesta quinta-feira no Palestra Itália. O empate por 1 a 1 mantém os clubes da capital paulista dentro de uma dura realidade: apenas em posição intermediária na classificação.

Em seis rodadas, o Palmeiras soma seu terceiro empate - está com nove pontos na classificação. A Portuguesa, que acumula quatro jogos sem triunfo, tem apenas oito.

A partida teve duas metades distintas. Na etapa inicial, a Portuguesa aproveitou o gramado pesado e foi superior, abrindo o placar em mais um erro do colombiano Armero. No segundo tempo, o Palmeiras reagiu e mereceu empatar, através do zagueiro Danilo.

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, as duas equipes vão atuar fora de seus domínios. O Palmeiras desafia o Bragantino, enquanto a Portuguesa joga contra a Portuguesa. Os jogos estão marcados para domingo.

Vídeo: Assista aos gols do Palestra Itália


O jogo
Um dia antes do clássico, o técnico Muricy Ramalho já havia avisado: a chuva seria uma companheira inconveniente das equipes. Não deu outra. Pouco antes de as equipes deixarem os vestiários, desabou um temporal na região do estádio, prejudicando o campo de jogo e cortando a luz das cabines do Palestra Itália - a iluminação do campo não estava sendo utilizada.

Nos minutos iniciais, a Portuguesa parecia melhor adaptada às condições climáticas. Aos quatro minutos, Héverton bateu firme da entrada da área e obrigou um verdadeiro milagre do goleiro Marcos no canto esquerdo.

Bem armada ofensivamente, a Lusa continuou criando boas chances, Aos 13 minutos, Fabrício desceu pela esquerda e cruzou rasteiro. Luiz Carlos perdeu uma chance incrível dentro da pequena área. Em seguida, Marcos fez duas intervenções seguidas. Ele saiu nos pés de Luiz Carlos dentro da área e ainda pegou o arremate por cobertura de Marco Antônio na sobra.

A partir dos 20 minutos, o Palmeiras melhorou sua marcação e passou a sofrer menos investidas da Lusa. Ainda por cima, Muricy Ramalho deixou seu meio-campo mais forte com a presença de William no lugar de Joãozinho, que deixou o gramado mancando.

Só que o colombiano Armero, que tem sido o grande vilão do clube no início de 2010, resolveu aprontar de novo. Ele tentou sair jogando na defesa e deu um chutão em cima de Marco Antônio. A bola sobrou para Luiz Carlos, que estava sozinho na área e teve o trabalho apenas de tocar na saída de Marcos: 1 a 0. O Verdão sentiu o gol e pouco incomodou o rival até o intervalo.

Para o segundo tempo, a Portuguesa voltou alterada, mesmo em vantagem no marcador. O uruguaio Biscayzacu entrou no lugar de Héverton e quase fez o segundo dos visitantes em sua primeira participação, após cruzamento de Luiz Carlos da direita.

O efeito da substituição parou, contudo, por aí. O Palmeiras tomou conta do campo de defesa da Portuguesa e passou a insistir em jogadas pelas laterais. Em um "chuveirinho" despretensioso, veio o empate. Aos sete minutos, Figueroa fez o cruzamento, Fábio errou ao tentar afastar de soco e Danilo completou para as redes.

Melhor em campo, o Palmeiras intensificou seu ritmo mesmo nos 15 minutos derradeiros. Em uma jogada individual, Diego Souza levantou a torcida ao acertar o poste de Fábio. Em seguida, o técnico Muricy Ramalho colocou o veloz Lenny em campo. Mas a Lusa conseguiu se segurar mesmo com a expulsão de Preto Costa aos 42 minutos. Final: 1 a 1.


FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS 1 x 1 PORTUGUESA

Local:
Estádio do Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 04/02/2010 (quinta-feira)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Renda: R$ 170.250,00
Público: 6.533 pagantes
Árbitro: Marcelo Rogério (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e David Botelho Barbosa (ambos SP)
Cartões amarelos: Acleisson e Marcos Paulo (Portuguesa)
Cartões vermelhos: Preto Costa (Palmeiras)
Gols:
PALMEIRAS: Danilo, aos sete minutos do segundo tempo
PORTUGUESA: Luiz Carlos, aos 31 minutos do primeiro tempo.

PALMEIRAS: Marcos; Figueroa, Danilo, Edinho e Armero; Pierre, Márcio Araújo, Diego Souza e Deyvid Sacconi; Joãozinho (William) e Robert (Lenny)
Técnico: Muricy Ramalho

PORTUGUESA: Fábio; Paulo Sérgio, Domingos, Preto Costa e Fabrício; Acleisson, Marcos Paulo, Marco Antônio e Athirson (Henrique); Héverton (Biscayzacu) e Luiz Carlos (Zé Leandro)
Técnico: Vagner Benazzi


Leia mais sobre: Palmeiras Portuguesa

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Marco Antonio e Pablo Armero

Marco Antonio e Armero
Colombiano, que vive sequência "azarada" no Verdão, conduz a bola em gramado encharcado

Topo
Contador de notícias