iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/01 - 18:54

Procuradoria do STJD pede aumento da punição de Jóbson

Argumento usado pelos procuradores é o fato de o jogador, suspenso por dois anos, ter confessado o uso de crack durante seu julgamento

Gazeta Esportiva

Após suspender o atacante Jóbson por dois anos, a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) recorreu da decisão, pedindo que a punição seja dobrada. O argumento usado pelos procuradores é o fato de o jogador ter confessado o uso de crack durante seu julgamento. Os advogados de Jóbson tem até a próxima segunda-feira para apresentar a defesa e tentar a diminuição da pena.

Segundo a procuradoria, o afastamento por dois anos não é condizente com os agravantes do caso e não considera que, apesar de ter pedido tratamento ao invés da suspensão, Jóbson não recebeu qualquer orientação dos seus últimos clubes, Brasiliense e Botafogo, para se curar do problema com os entorpecentes.

No novo julgamento, o atacante seria incluído no artigo 10.4.7 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, recebendo pena de quatro anos por inelegibilidade. O caso de Jóbson começou no dia 8 de novembro, quando foi flagrado no exame antidoping com um metabólico da cocaína, proibido tanto pela CBF quando pela Agência Mundial Antidopagem (Wada).

A situação piorou na última rodada do Campeonato Brasileiro, quando o jogador ajudou o Botafogo a bater o Palmeiras por 2 a 1, marcando um dos gols alvinegros, e novamente foi pego, com a mesma substância.


Leia mais sobre: Jóbson STJD

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

Jogo do Botafogo no Brasileirão 2009

Jóbson
Advogados do atleta têm até a próxima segunda para apresentar defesa e tentar redução da pena

Topo
Contador de notícias