iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/01 - 20:45

Jóbson é suspenso por dois anos e admite uso de crack

Votação no STJD foi equilibrada no que dizia respeito ao tempo de punição imposta ao atacante, que corria o risco de ser banido do futebol

Gazeta Esportiva

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) definiu na noite desta terça-feira punição de dois anos ao atacante Jóbson, flagrado no exame antidoping durante a disputa do Campeonato Brasileiro de 2009, quando defendia o Botafogo. A votação estava empatada: dois votos pediam justamente a punição imposta, enquanto outros dois propunham um ano de suspensão, de maneira que o presidente Paulo Valed definiu duas temporadas de afastamento.

Jóbson causou polêmica ao admitir que se enganou dizendo ser usuário de cocaína. Segundo o atacante, ele era usuário de crack, tendo fumado várias vezes desde que jogava pelo Brasiliense. "Eu fumei crack, e não foi a primeira vez. Eu uso desde aquela época, mas nunca nunca caí no doping", afirmou.

O advogado do atleta, Carlos Portinho, argumentou que a cocaína não ajuda o jogador em campo, lembrando o caso de Giba, flagrado após usar maconha. Segundo o procurador Caio Medauar, no entanto, a confissão do uso da droga já seria suficiente para condená-lo.

Jóbson foi flagrado quando atuava pelo Botafogo nas partidas contra o Coritiba, no dia 8 de novembro de 2009, e contra o Palmeiras, no dia 6 de dezembro. Na oportunidade, o clube fugia da zona de rebaixamento e garantiu permanência na Série A ao bater o Alviverde paulista por 2 a 1, sendo um dos gols cariocas marcado por Jóbson.


Leia mais sobre: Jóbson doping

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AE

Jogo do Botafogo no Brasileirão 2009

Jóbson
Procurador afirmou que a confissão do uso da droga já seria suficiente para condenar o atleta

Topo
Contador de notícias