iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/10 - 17:47, atualizada às 22:36 16/10

Gana vence Brasil nos pênaltis e conquista o Mundial Sub-20 pela primeira vez

Mesmo com um jogador a menos durante 80 dos 120 minutos de jogo, seleção africana se valeu das falhas brasileiras e foi mais eficiente nos pênaltis

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

CAIRO (Egito) - Em uma final dramática, a seleção de Gana lutou até o final e venceu o Brasil por 4 a 3 nos pênaltis, após empate por 0 a 0 no tempo regulamentar e na prorrogação. Com o triunfo no Estádio Nacional do Cairo, os africanos vingaram a derrota na final de 1993 e conquistaram pela primeira vez o Mundial Sub-20.

Com um a menos durante 80 dos 120 minutos da partida, após a expulsão de Addo, aos 40 minutos do primeiro tempo, Gana conseguiu se desdobrar em campo e segurar a seleção brasileira, conquistando a vitória no último momento, nos pênaltis. O Brasil teve a chance de selar a vitória na última cobrança, mas Maicon mandou para fora. Depois, nas cobranças alternadas, Alex Teixeira errou e Gana fez a festa.

O triunfo consagra a excelente campanha ganesa, que passou por Uruguai, Uzbequistão, Inglaterra, África do Sul, Coreia do Sul, Hungria e, finalmente, Brasil.


O jogo
Em um primeiro tempo de domínio brasileiro, a seleção comandada por Rogério Lourenço ficou com a pose de bola a maior parte do tempo, mas não conseguiu concluir com perigo ao gol de Adyei. Quando tinham a bola, os ganeses se lançavam para o ataque e não tinham calma para trabalhar as jogadas e abrir a defesa brasileira.

Um exemplo da dominação verde e amarela foram as chances de gol. Embora o Brasil não tenha criado muitas, foram três oportunidades contra apenas uma dos africanos. A primeira chance brasileira foi logo aos 11 minutos, quando Giuliano cobrou falta com veneno dentro da área e Paulo Henrique Ganso quase conseguiu mergulhar e botar para o fundo das redes, mas não alcançou a bola. Pouco depois, Alan Kardec e Alex Teixeira obrigaram Adyei a fazer duas boas defesas.

A única chance africana foi aos 24 minutos, com Rabiu subindo mais do que a zaga e cabeceando ao lado do gol defendido por Renan. Quando a seleção de Gana começava a crescer na partida, sofreu um duro golpe. Em lance contestado pelos ganeses, Alex Teixeira disparou em um contragolpe e Addo parou o camisa 7 com um carrinho no meio-campo, recebendo cartão vermelho direto, aos 40 minutos do primeiro tempo.

O Brasil sempre buscava Alan Kardec, que perdeu duas boas chances. Na primeira, o camisa 9 puxou para a esquerda e bateu para fora, com Alex Teixeira livre do outro lado da área. No segundo lance, Douglas Costa cruzou, e o atacante, desmarcado, cabeceou por cima.

Querendo a vitória, Rogério Lourenço jogou sua equipe para a frente promovendo a alteração que já havia dado certo contra a Alemanha, colocando o atacante Maicon no lugar do volante Renan.

Com um a menos, a sempre ofensiva seleção ganesa limitou-se à defesa e a alguns contragolpes esparsos com Ayew e Adiyah, mas não teve efetividade. Como o Brasil também não conseguiu concluir, a partida foi para a prorrogação.

Pouco antes do apito final, o atacante Ayew pisou no tornozelo de Rafael Tolói, que voltou para o tempo extra no sacrifício, praticamente deixando o Brasil também com dez homens em campo.

Na prorrogação, o Brasil perdeu sua melhor chance em toda a partida. Em contragolpe rápido, Alex Teixeira avançou pela esquerda, driblou o marcador e rolou para trás para Alan Kardec, que furou. No entanto, Maicon pegou e bateu bem, e Agyei fez grande defesa.

Com as duas equipes tentando chegar ao gol adversário, mas já muito cansadas, a partida dos dois melhores ataques do Mundial (Brasil com 14 gols, Gana com 16) terminou sem nenhuma rede balançar.

Nos pênaltis, Maicon foi para a cobrança que daria o título ao Brasil, mas mandou por cima. Na sequência, Adiyiah marcou para Gana e Alex Teixeira desperdiçou. Por fim, Badu fez o gol do título de Gana.

AP


 
FICHA TÉCNICA - BRASIL 0 (3) X 0 (4) GANA

Local: Estádio Internacional, no Cairo (Egito)
Data: sexta-feira, 15 de outubro de 2009
Horário: 15 horas (Brasília)
Árbitro: Frank De Bleeckere (BEL)
Assistentes: Peter Hermans e Walter Vromans (ambos da Bélgica)
Cartões amarelos: BRASIL: Alex Teixeira, Douglas, Souza
Cartão vermelho: GANA: Addo, aos 40 minutos do primeiro tempo

BRASIL: Rafael; Douglas (Wellington Júnior), Dalton, Rafael Tolói e Diogo; Renan (Maicon), Souza, Giuliano, Paulo Henrique (Douglas Costa) e Alex Teixeira; Alan Kardec.
Técnico: Rogério Lourenço

GANA: Agyei; Inkoom, Addo, Addy e Mensah; Quansah (Agyemang), Rabiu (Addae), Osei (Kassenu)e Badu; Ayew e Adiyiah
Técnico: Selas Tetteh


Leia mais sobre: seleção brasileira Gana

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Alex Teixeira em ação

Alex Teixeira na final
Segundo melhor ataque do Mundial, atrás de Gana, Brasil passou em branco na decisão

Topo
Contador de notícias