iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/09 - 18:36

Love defende Kléber, mas admite: "Não iria até a Gaviões"

Palmeirense reconhece que o jogador de futebol tem direito a privacidade nos dias de folga

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O atacante Vagner Love entrou em contradição ao comentar a visita de Kléber, destaque do Cruzeiro, a uma torcida organizada do Palmeiras três dias antes do jogo entre as equipes válido pelo Campeonato Brasileiro. Primeiro, o Artilheiro do Amor absolveu o Gladiador, mas admitiu, na sequência, que não visitaria torcedores rivais.

"Eu não iria até a Gaviões (maior torcida organizada do Corinthians). No futebol, a rivalidade entra dentro das quatro linhas", afirmou Vagner Love, que chegou a negociar para defender o clube de Parque São Jorge.

Ainda assim, Vagner Love reconhece que o jogador de futebol tem direito a privacidade nos dias de folga. O próprio atacante assegura que seus amigos não torcem exclusivamente para o Palmeiras.

"Conheço pessoas que torcem para o Vasco, por exemplo. Mas acho que essa é uma situação que deve ser resolvida entre o Kléber e o Cruzeiro", opinou o camisa 9 do Alviverde, sem prolongar muito a polêmica.

A presença de Kléber na festa da facção organizada do Verdão teve consequências. Mesmo pedindo desculpas publicamente em uma entrevista coletiva, o jogador acabou advertido pela diretoria do Cruzeiro.

Como já havia declarado anteriormente um carinho especial pelo Palmeiras, Kléber também viu a fúria da torcida cruzeirense. Nesta terça-feira, um grupo foi até a Toca da Raposa para cobrar o jogador. Entre gritos e protestos, os torcedores chamaram o Gladiador de "pipoqueiro".


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias