iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/09 - 20:44

Na estreia de Cuca, Flu empata com Náutico e segue na lanterna
Sem vencer desde a 17ª rodada, o Tricolor chegou aos 17 pontos e segue na lanterna da competição. Já o Timbu ganhou uma posição e deixou a zona da degola

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Na estreia do técnico Cuca, o Fluminense voltou a decepcionar sua torcida e empatou com o Náutico por 1 a 1 em partida disputada na noite desde domingo, no Maracanã, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sem vencer desde a 17ª rodada, o Tricolor chegou aos 17 pontos e segue na lanterna da competição. Já o clube pernambucano agora soma 25 pontos ganhos e subiu para a 16ª posição, saindo da zona do rebaixamento.

O Fluminense fez um bom primeiro tempo e chegou a entusiasmar o bom público presente ao estádio, mas o gol de empate do Náutico, marcado antes de se completar o primeiro minuto do segundo tempo, esfriou a equipe tricolor, que não conseguiu mais se acertar até o final da partida.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Botafogo, no clássico carioca no Engenhão. Já o Náutico vai receber o Grêmio, nos Aflitos. Veja os gols do empate neste domingo:




O jogo - veja como foi a partida no lance a lance do Placar iG
Incentivado pela torcida que compareceu em bom número ao Maracanã, o Fluminense partiu para o ataque desde o primeiro minuto. Apesar da posse de bola, os tricolores se mostravam muito ansiosos, desperdiçando muitos passes, principalmente nas imediações da área da equipe pernambucana. Já o Náutico começou fechado, apenas tentando lançar bolas compridas para Carlinhos Bala e Acosta, que estavam bem marcados.

Só aos 16 minutos é que o time carioca chegou pela primeira vez com relativo perigo à área pernambucana em chute de Kieza, que encobriu o travessão de Gledson. Logo depois, o meia Juliano sentiu uma contusão e pediu para sair. Aos 22, foi a vez de Conca, que recebeu de Roni e mandou por cima da trave.

Aos 27, o Fluminense abriu o marcador. O lateral Mariano, que vinha sendo vaiado, recebeu a bola na lateral e rolou para Conca bater de direita e colocar no canto esquerdo do goleiro pernambucano.

Em desvantagem no marcador, o Timbu também perdeu o zagueiro Fernando, que sentiu um problema na coxa. Até o final da primeira etapa, o Fluminense pressionou em busca do segundo gol diante de um adversário muito retrancado, mas não conseguiu criar mais chance para ampliar o placar.

O segundo tempo começou de forma desagradável para a torcida carioca. No seu primeiro ataque, o Náutico chegou ao empate. O lateral Patrick entrou pela direita, arriscou de fora da área, Rafael defendeu parcialmente e Carlinhos Bala meteu a cabeça para marcar.

O gol pernambucano esfriou a torcida e fez o time da casa ficar muito nervoso, errando passes seguidos. Mesmo assim, a equipe dirigida por Cuca teve a chance de desempatar aos sete minutos, mas Roni furou quando estava na pequena área. Logo depois, o atacante foi substituído por Alan e saiu muito vaiado.

Depois dos 15 minutos, o Tricolor voltou a pressionar em busca do segundo gol, enquanto o Náutico voltava à postura do primeiro tempo, concentrado na defesa e centralizando suas ações ofensivas em Carlinhos Bala. Aos 17, Mariano deu ótimo passe para Kieza, que chutou cruzado, mas a bola encobriu a trave de Gledson.

Pouco depois, Acosta meteu a mão na bola, mas o árbitro marcou falta de Diguinho e nem a intervenção do assistente fez o juiz mudar de opinião. Na cobrança, Michel mandou uma bomba e obrigou Rafael a praticar grande defesa para impedir que o Náutico passasse à frente do placar.

Numa última tentativa para dar mais agressividade ao time tricolor, Cuca trocou o lateral Mariano pelo atacante Maicon. Instantes depois, Cláudio Luiz cabeceou e a bola bateu nas duas traves do Fluminense, mas o árbitro invalidou a jogada, marcando falta do zagueiro pernambucano.

Já nos acréscimos, o Fluminense teve a nova chance em cobrança de falta e até o goleiro Rafael foi para a área, mas o lance resultou na última frustração da torcida tricolor.

FICHA TÉCNICA: FLUMINENSE 1 x 1 NÁUTICO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 6 de setembro de 2009 (domingo)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Enio Ferreira e César Augusto (ambos do DF)
Cartões Amarelos: Marquinho, Kieza, Diguinho (Fluminense); Patrick, Carlinhos Bala e Asprilla (Náutico)
GOLS: FLUMINENSE: Conca, aos 27 minutos do primeiro tempo
NÁUTICO: Carlinhos Bala, a 1 minuto do segundo tempo

FLUMINENSE: Rafael; Mariano (Maicon), Gum, Dalton e Paulo César; Diogo, Diguinho, Marquinho (João Paulo) e Darío Conca; Roni (Alan) e Kieza
Técnico: Cuca

NÁUTICO: Gledson; Cláudio Luiz, Fernando (Asprilla) e Márcio: Patrick, Nilson, Aílton, Juliano (David) e Michel; Acosta (Ferreira) e Carlinhos Bala
Técnico: Geninho


Leia mais sobre: Fluminense Náutico Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Photocamera

conca marca para o flu

Conca
Meia abriu o placar para o Fluminense, que cedeu o empate para o Náutico no Maracanã

Topo
Contador de notícias