iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/09 - 11:42

Sem Canindé, Lusa espera atuar no Pacaembu ou Palestra Itália
O STJD decretou a interdição do local após confusão nos vestiários, na derrota por 2 a 1 para o Vila Nova

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Com a interdição do Canindé confirmada pela CBF no início da semana, a Portuguesa venceu o Figueirense nesta terça-feira atuando na Arena Barueri, diante de apenas 529 pagantes. Para ter arrecadação maior e contar com o apoio da torcida, o time espera atuar no Pacaembu ou no Palestra Itália nas próximas rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Acho que, se pudéssemos jogar no Pacaembu ou no Palestra Itália, teríamos uma condição melhor. Ficaria mais perto para o nosso torcedor e poderia dar até mais público do que no Canindé", disse o técnico Vágner Benazzi, que ainda não fez sua reestreia no estádio lusitano desde que reassumiu o comando do time.

Isso porque o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decretou a interdição do local após confusão nos vestiários, na derrota por 2 a 1 para o Vila Nova - conselheiros teriam entrado no local acompanhados de seguranças armados para cobrar o elenco. Para o lateral direito e capitão César Prates, a medida prejudica a Lusa na Segunda Divisão nacional.

"Temos um prejuízo grande por não pode jogar no Canindé. Temos que jogar fora, os gastos são grandes. Queremos atuar em um campo que nos oferece confortos, como nossa casa", disse o jogador, depois de tentar acabar com a polêmica nesta terça-feira, desmentido a invasão e a existência de homens armados nos vestiários.

Apesar disso, a Procuradoria do STJD garantiu que vai manter a interdição até o julgamento do time, no qual poderá ter 10 mandos de campos perdidos, além de multa de até R$ 200 mil.

"Já tenho os depoimentos que foram prestados na delegacia e que estão no inquérito do Ministério Público de São Paulo, e a denúncia será feita essa semana. Não há a menor possibilidade de a Procuradoria voltar atrás", garantiu Paulo Schmitt, Procurador-geral, ao Justiça Desportiva.

Mesmo longe do Canindé, a Portuguesa conseguiu se dar bem na Grande São Paulo: bateu o Figueirense longe da possível pressão da torcida, o que faz o técnico Vágner Benazzi aceitar a chance de voltar a mandar os jogos na Arena Barueri. "Para mim está ótimo. Fizemos três gols aqui e ganhamos o jogo", brincou o técnico, aos risos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias