iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/08 - 20:30

Em rodada perfeita, Inter bate Goiás e sobe na tabela
Com todos os resultados a seu favor, os colorados fizeram sua parte batendo o Goiás por 4 a 0, neste domingo

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - Nada deu errado para o Inter na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os principais concorrentes na briga pelo título não venceram. Quem estava logo atrás perdeu.

Com todos os resultados a seu favor, os colorados fizeram sua parte batendo o Goiás por 4 a 0, neste domingo. O resultado alça os gaúchos à terceira posição e mantém os goianos na segunda colocação, com 38 pontos, um a mais que o algoz deste fim de semana.

Veja os gols da vitória colorada:


Ao ver os times entrando no gramado do Beira-Rio era impossível para os torcedores não respirarem ares de nostalgia. Ao todo eram cinco campeões da Libertadores de 2006 em campo. No Inter estavam Bolívar, Índio e Fabiano Eller. No Goiás alinharam Fernandão e Iarley. Do quinteto, somente Bolívar não foi campeão mundial.

A torcida presente no estádio teve atitude cavalheiresca com Fernandão e Iarley. Os dois foram aplaudidos antes do início da partida. Os cântigos da época em que vestiram a camisa vermelha foram entoados nos primeiros minutos de jogo, em homenagem a dois nomes importantes da história do clube gaúcho.

A cortesia cessou por aí. Dentro das quatro linhas, o Inter passou por cima. Com 5 minutos, Marquinhos abriu o placar. Logo depois, Fernandão recebeu cartão vermelho, após lance ríspido com Magrão. A vantagem numérica foi aproveitada por Guiñazu, que ampliou. Na segunda etapa, Giuliano fez o 3 a 0. O quarto saiu dos pés de Kléber.

No meio da semana, o Inter voltará no tempo e disputará partida atrasada do primeiro turno contra o Atlético-MG. Caso vença o duelo no Beira-Rio, os colorados conquistarão o título simbólico da primeira metade do campeonato e assumirão a vice-liderança da competição. O Goiás tentará se recuperar contra o Coritiba, em casa, no domingo.


O jogo - veja como foi a partida no lance a lance do Placar iG
 
Sem poder contar com diversos jogadores, Tite surpreendeu na escalação adotando o esquema 3-5-2. O trio defensivo, formado por Bolívar, Índio e o reestreante Fabiano Eller, era o mesmo que conquistou a Libertadores em 2006. No meio de campo, Andrezinho, com um persistente problema no joelho, cedeu lugar para Magrão. Na frente, o estreante Edu teve como companheiro de setor o garoto Marquinhos, pela primeira vez escalado como titular. No Goiás, Hélio dos Anjos colocou uma escalação ofensiva, somente com Ramalho como volante de ofício.

Com 19 anos, Marquinhos parecia ter anos de experiência no Beira-Rio. Sem sentir nenhum tipo de pressão o garoto se adonou da partida. Logo aos 5 minutos, ele recebeu em profundidade, fintou o defensor e tocou por cima de Harlei, colocando o Inter na frente. Apesar do pouco entrosamento entre os jogadores, o time colorado imprimiu um futebol de toques rápidos, envolvendo o faceiro meio-campo goiano. Giuliano, aos 12 minutos, recebeu passe de calcanhar de Marquinhos, mas chutou sobre o gol.

No minuto seguinte, Fernandão dominou a bola protegendo-se com os braços, acertando Magrão. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro levantou o cartão vermelho para o atacante, em uma decisão polêmica. Não demorou para os donos da casa ampliarem o placar. Novamente, Marquinhos estava no lance. O guri formado na base colorada tocou para Guiñazu chutar no cantinho do goleiro. Na noite do reencontro com Fernandão, o argentino, o mais querido da torcida, foi às redes, recebendo abraços de todos os colegas.

Com um homem a menos, Hélio dos Anjos sacou Léo Lima para colocar o volante Éverton. Mesmo com uma marcação adiantada, colocando, constantemente, os 10 jogadores de linha no campo do adversário, a equipe de Tite baixou o ritmo. Apesar de ter diminuído a rotação ofensiva, o Inter criou chances para ampliar com Danilo, Giuliano e o pagado Edu, todos finalizando para fora. Kléber teve uma mira melhor, obrigando Harlei a espalmar para escanteio.

Sem conseguir sair para o jogo, o Goiás não levou perigo ao adversário, conseguindo somente duas finalizações durante toda a primeira etapa.

Com a precisão de um bom relógio suíço, o Inter marcou aos 5 minutos do segundo tempo. Novamente, a jogada teve início com Marquinhos. Endiabrado, ele cruzou para Edu, que ajeitou para Giuliano marcar de cabeça.

Mesmo sem forçar, os donos da casa seguiam tendo oportunidades para ampliar. Aos 10 minutos, Kléber soltou uma bomba no travessão do impotente Harlei. Distante da área adversária, o Goiás se mostrava satisfeito em não sofrer mais gols. Entretanto, o pesadelo prosseguia. O goleiro tentava segurar o ataque colroado como podia ao parar forte chute de Magrão. Porém, o Inter queria mais, o quarto saiu com Kléber, encobrindo o camisa 1 esmeraldino, anotando seu primeiro gol com a camisa colorada e fechando a atuação de luxo. Antes do apito final, Bolaños e Danilo Silva desperdiçaram boas oportunidades de aplicarem uma goleada ainda mais elástica.

FICHA TÉCNICA: INTERNACIONAL 4 X 0 GOIÁS

Local:
Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 30 de agosto de 2009, domingo
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Helberth Costa Andrade e Guilherme Dias Camilo (ambos de MG)
Cartões amarelos: Fabiano Eller, Magrão e Glaydson (Internacional)
Cartão vermelho: Fernandão (Goiás)

GOLS: INTERNACIONAL: Marquinhos, aos 5, Guiñazu, aos 15 minutos do primeiro tempo; Giuliano aos 5, e Kléber, aos 34 minutos do segundo tempo;

INTERNACIONAL: Lauro; Bolívar, Índio (Danny Morais) e Fabiano Eller; Danilo Silva, Magrão (Glaydson), Guiñazu, Giuliano e Kléber; Marquinhos e Edu (Bolaños)
Técnico: Tite

GOIÁS: Harlei, Ernando, Leandro Eusébio e Valmir Lucas; Vítor, Ramalho, Léo Lima (Éverton), Fernandão e Júlio César; Iarley (Fernando) e Felipe (Bruno Meneghel)
Técnico: Hélio dos Anjos


Leia mais sobre: Internacional Goiás Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

no goiás fernandão é expulso contra o inter

Fernandão
No reencontro com o Internacional, atacante foi expulso logo aos 13 minutos de jogo

Topo
Contador de notícias