iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/08 - 22:59, atualizada às 07:29 21/08

Náutico derrota Goiás e 'ajuda' Palmeiras a manter a ponta
Nesta quinta-feira, o Timbu derrotou o Goiás por 2 a 0, no Estádio dos Aflitos, e impediu que o Esmeraldino assumisse a liderança isolada da competição

Gazeta Esportiva

RECIFE - Mesmo em má situação no Campeonato Brasileiro, o Náutico conquistou um resultado que agradou diretamente as primeiras posições na tabela. Nesta quinta-feira, o Timbu derrotou o Goiás por 2 a 0, no Estádio dos Aflitos, e impediu que o Esmeraldino assumisse a liderança isolada da competição nesta abertura de segundo turno.

Com o resultado conquistado, o Náutico chegou aos 21 pontos e ultrapassou o Botafogo na tabela, alcançando a 17ª e primeira colocação dentro da zona de rebaixamento. A equipe pernambucana empatou em tentos com o Santo André, primeira equipe fora da indigesta região, mas permanece entre os últimos devido ao saldo de gols.

Em contrapartida, o Goiás manteve a posição em relação à última quarta-feira. Com possibilidade de assumir a ponta, a equipe de Hélio dos Anjos estacionou na terceira colocação com 35 pontos. O time do Centro-Oeste acabou beneficiado pelo empate do Atlético-MG diante do Avaí, em pleno estádio do Mineirão.

Na próxima rodada, as duas equipes entram em campo no domingo, às 18h30. O Náutico vai a Belo Horizonte para encarar o Cruzeiro, enquanto o Goiás recebe o Santos, na Vila Belmiro, tentando reencontrar o caminho das vitórias. Assista aos gols da partida




O jogo - veja como foi a partida no lance a lance do Placar iG
A novidade inicial veio logo na escalação do Náutico. Geninho promoveu a estreia de Acosta como titular da equipe, após o jogador retornar a Recife depois de uma passagem decepcionante pelo Corinthians. A empolgação dos donos da casa foi visível na pressão exercida desde o primeiro minuto.

A primeira grande chance dos mandantes aconteceu aos 14 minutos. Após grande jogada coletiva do Timbu, Gilmar deu um passe genial de letra para o lateral esquerdo Michel. O camisa 6 invadiu a área e exigiu grande defesa de Harlei, que espalmou para escanteio.

Melhor na partida, o Náutico levou perigo novamente aos 26 minutos com Michel. Em cobrança de falta da intermediária, o lateral disparou a bomba e a bola explodiu na trave, bateu nas costas de Harlei e sobrou para o goleiro do Goiás, finalmente, fazer a defesa.

A primeira chegada do Esmeraldino ocorreu com 33 minutos, através de uma grande jogada individual de Júlio César. O lateral driblou dois marcadores e levantou para Léo Lima na entrada da área. O meia chutou de primeira no canto e exigiu uma excelente defesa de Gledson. Porém, a resposta do Náutico veio da forma mais indesejável pelos visitantes: com gol.

Depois de boa tabela pelo lado esquerdo, Michel levou à linha de fundo e tentou o cruzamento. Antes da bola chegar nos pés de Acosta, Leandro Eusébio tocou contra o próprio patrimônio e abriu o placar para o Náutico. A pressão retornou ao gramado e, aos 37 minutos, Harlei demonstrou nervosismo após quase entregar um tento de bandeja.

Hélio dos Anjos colocou Bruno Meneghel logo no intervalo e o Goiás voltou mais ofensivo. Pressionando o Náutico, o Esmeraldino criou diversas chances para empatar. Contudo, a maior oportunidade de sair um gol acabou sendo do Timbu.

Aos sete minutos, Carlinhos Bala fez grande jogada pela ponta esquerda, invadiu a área e cruzou para Acosta. O uruguaio, na marca do pênalti e sem marcação e goleiro, chutou por cima e frustrou sua reestreia pelo Náutico com o gol perdido.

O susto sofrido reascendeu o Goiás dentro do confronto. Com maior posse de bola, o Esmeraldino carimbou em duas oportunidades a trave de Gledson. A primeira aos 19 minutos, quando Felipe levantou a bola para a área e o zagueiro Leandro Eusébio tocou de cabeça. A sequência ocorreu aos 25, após cobrança de falta com categoria de Léo Lima: a bola explodiu no travessão e bateu na linha da meta do Timbu.

Apesar da pressão, o Goiás acabou tendo três prejuízos dentro da partida. Duas expulsões (Leandro Eusébio e Gomes) e, o pior, mais um gol. Anderson Lessa aproveitou confusão e chutou mascado, a bola encobriu o goleiro Harlei e entrou nas redes, concretizando a vitória do Náutico nesta noite.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 2 x 0 GOIÁS

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data: Quinta-feira, 20 de agosto de 2009
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Assistentes: Gilson Bento Coutinho (PR) e Griselildo de Souza Dantas (PB)
Cartões Amarelos: Asprilla e Aílton (Náutico); Leandro Eusébio, Gomes, Vítor, Douglas e Fernando (Goiás)
Cartões Vermelhos: Leandro Eusébio e Gomes (Goiás)

Gols: NÁUTICO: Leandro Eusébio (contra), aos 35 minutos do primeiro tempo, e Anderson Lessa, aos 41 minutos do segundo tempo

NÁUTICO: Gledson; Patrick (Sidny), Vágner, Asprilla e Michel; Nílson, Derlei, Aílton (Anderson Lessa) e Carlinhos Bala; Acosta (Márcio) e Gilmar
Técnico: Geninho

GOIÁS: Harlei; Rafael Tolói, Ernando e Leandro Euzébio; Vitor (Douglas), Gomes, Fernando (Bruno Meneghel), Léo Lima e Julio César (Zé Carlos); Felipe Menezes e Felipe
Técnico: Hélio dos Anjos


Leia mais sobre: Náutico Goiás Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

náutico vence goiás no brasileirão carlinhos bala

Náutico
Jogando no Estádio dos Aflitos, time superou o Goiás, que brigava pela liderança do Brasileirão

Topo
Contador de notícias