iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/08 - 07:30

Mercado da bola: veja as dez principais novidades da temporada europeia
Mais rica do mundo, liga inglesa começa no sábado ofuscada por pouca movimentação de impacto; com ataque estelar, City tenta chegar à elite

Redação iG Esporte

SÃO PAULO - Retenção de gastos e responsabilidade fiscal? Por enquanto, apenas sonho de Michel Platini, presidente da Uefa, chutado para escanteio pelos petrodólares do Manchester City e a ambição inesgotável de Florentino Pérez no Real Madrid.

Os dois clubes ignoraram a crise econômica global e sacudiram o mercado da bola europeu, para desespero do francês Arsene Wenger, ainda mais sisudo no Arsenal – seu clube não contratou ninguém de peso e ainda perdeu dois atletas para o novo rico de Manchester.

Depois de anos de gastança desenfreada, a Premier League inglesa, que começa neste sábado, não importou astros ou jogadores de impacto neste ano e ainda perdeu Cristiano Ronaldo. A exceção é o City, claro, que se reforçou com atletas de seus rivais internos. No fim, o Real gastou, sozinho, mais do que o quarteto de Arsenal, Chelsea, Liverpool e Manchester United.

Diante do barulho que fez seu arquirrival, o Barcelona não se assustou tanto, confiante na manutenção da base da melhor equipe da última temporada, e fez uma única, porém chamativa, mudança: a troca de Samuel Eto’o por Zlatan Ibrahimovic.

O futebol italiano acolhe, então, Eto’o como uma das principais novidades, ao lado do meia Diego e do retorno do zagueiro Fabio Cannavaro, ambos da Juventus. É o suficiente para compensar a perda de um Kaká?

Na Alemanha, o dilema segue: apesar de ser a segunda liga mais rica da Europa, os clubes locais ainda não conseguem atrair grandes nomes. Que o diga o francês Franck Ribéry, que esperneou e fez de tudo para deixar o Bayern de Munique, mas não convenceu nem Real, nem Barça a desembolsar o tanto de dinheiro que o clube bávaro pedia.

O iG Esporte inicia nesta sexta uma série especial de textos para a abertura do futebol europeu 2009-2010. Confira as dez principais caras novas na temporada:

_________________________________________
Kaká, Cristiano Ronaldo e Benzema no Real Madrid

O técnico Manuel Pellegrini vai se esforçar, bem como os jogadores, mas é praticamente impossível não associar o termo “galáctico” ao repaginado Real Madrid nesta temporada. O time contratou os últimos dois jogadores premiados como melhores do mundo pela Fifa e, de quebra, ainda levou o jovem atacante francês, que, pelo menos durante meia temporada, era o nome mais envolvido em especulações na Europa. Cabe agora ao técnico chileno tentar estabelecer a química necessária para transformar o elenco em um time de fato, à altura de seu potencial.

EFE

_________________________________________
Ibrahimovic no Barcelona

A resposta ao Real (sim, nós também podemos ter astros) e única grande mudança do clube campeão europeu e espanhol (e da Copa do Rei espanhola). Pep Guardiola afirmou que a transação se justifica por motivação técnica, mas também não dá para esconder o lado econômico da questão: tanto pelo poder de mercado de Ibra, como pela possibilidade de perder Eto’o no ano que vem sem nenhuma compensação, já que o camaronês reclama de seu salário há anos e parecia realmente dedicado a abrir mão da parceria de um Lionel Messi por um contrato mais volumoso e afagos ao ego.

EFE

_________________________________________
Tevez e Adebayor no Manchester City

Depois de tanta especulação, desconfiança da e escárnio da imprensa inglesa, do “não” de Kaká e de uma temporada frustrante, o clube enfim fez seu dinheiro valer e montou um grande time – hipoteticamente, claro –, especialmente se focarmos o setor ofensivo. Além de desfalcar seus adversários, os atletas oriundos de Manchester United e Arsenal chegam para compor um ataque de peso com Robinho.

AP

_________________________________________
Eto’o na Internazionale

Em um futebol claramente mais truncado, sem habilidade, velocidade e o chamariz de Messi ao seu lado, o camaronês chega a Milão para substituir um ídolo em sua primeira aventura fora da Espanha e provar que tem poder de decisão e carisma para ser o principal nome da equipe e liderá-la a voos maiores que o Campeonato Italiano (leia-se Liga dos Campeões).

AP

_________________________________________
Diego e Cannavaro na Juventus

Ao poucos, a Vecchia Signora reforça e remonta seu elenco para voltar à briga pelo título na Bota. O brasileiro tem a responsabilidade de injetar uma carga criativa ao meio-campo e municiar a tropa de ataque. Acusado de traidor em sua saída nos tempos de vacas magras, punição e rebaixamento, Cannavaro volta a Turim para tentar mostrar que ainda pode fazer a diferença na defesa após anos na vulnerável defesa do Real Madrid.

AP

_________________________________________
Carlo Ancelotti no Chelsea

Mais um técnico para a coleção de Roman Abramovich, após a falha no experimento com Luiz Felipe Scolari e o affair com Guus Hiddink. Sem falar um inglês fluente, sem grandes contratações (mas também sem baixas relevantes), o italiano tem como principal missão conquistar a confiança e domar um elenco de difícil trato e colocar os Azuis na trilha dos títulos. Uma campanha bem-sucedida na Liga dos Campeões, obsessão do magnata russo, também não faria mal nenhum, claro, especialmente depois da marcante e polêmica eliminação diante do Barcelona nas semifinais da última edição.

AP


Leia mais sobre: Eto'o Ibrahimovic Cristiano Ronaldo Kaká Tevez Cannavaro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Tevez e Robinho

Robinho e Tevez
Brasileiro recebe a companhia do argentino em ataque reforçado do Manchester City

Topo
Contador de notícias