iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/08 - 20:30

Santos cede empate e Avaí segue surpreendendo no Brasileiro

Jogando diante de seus torcedores na Vila Belmiro, o Peixe abriu 2 a 0 sobre o adversário, mas vacilou na defesa e viu a equipe catarinense igualar o placar

Gazeta Esportiva

SANTOS - O Santos não consegue embalar neste Campeonato Brasileiro. Depois de conquistar duas vitórias fora de casa, sobre Náutico e Coritiba, os santistas chegaram a abrir dois gols de diferença, com Madson e Kléber Pereira, mas acabaram cedendo o empate ao Avaí, em 2 a 2, neste sábado, na Vila Belmiro.

Com este placar, o Peixe subiu uma posição (11º colocado), porém ainda precisa esperar o complemento da rodada para saber em que lugar irá ficar ao término da 18º rodada deste Campeonato Brasileiro. Os catarinenses seguem surpreendendo e dormem neste sábado ocupando a quinta posição, com 27 pontos.

Na próxima rodada, a última do primeiro turno da Série A, os alvinegros visitam o Cruzeiro, domingo, no Mineirão. No dia anterior, os alvicelestes recebem o Náutico, na Ressacada.

Veja os gols abaixo (clique aqui e veja os melhores lances)

O jogo - veja como foi a partida no lance a lance do Placar iG
A partida começou com o Santos dando mostras partindo com tudo em busca do resultado. Logo com um minuto, Kléber Pereira recebeu um bom passe, mas acabou não sabendo como finalizar corretamente, de cabeça, na saída de Eduardo Martini. Sendo assim, o goleiro do Avaí fez uma boa defesa, impedindo assim que os santistas abrissem o placar.

Pressionando bastante os catarinenses, o Peixe não demorou muito para balançar as redes. O meia Paulo Henrique Lima deu um passe preciso para Madson, que invadiu a área, ganhou a bola do defensor do Avaí, antes de chutar, de perna direita para o gol, vencendo Eduardo Martini e fazendo a festa do torcedor na Vila. Na comemoração de seu quinto gol no Brasileirão, o 'baixinho' subiu no alambrado e, por conta disso, acabou recebendo seu primeiro cartão amarelo na competição.

Três minutos depois, o Alvinegro Praiano voltou a assustar o arqueiro avaiano. Kléber Pereira recebeu boa bola na entrada da área, pela esquerda, cortou o seu marcador, mas acabou batendo fraco, para defesa tranquila de Eduardo Martini.

Melhor em campo, os santistas acabaram perderam o volante Germano, que vinha sentindo dores musculares desde o começo da partida e acabou deixando o gramado, com 20 minutos, para a entrada do atacante Felipe Azevedo.

No minuto seguinte a entrada de Azevedo, os santistas voltaram a criar uma boa chance de gol. Kléber Pereira mostrou ter boa visão de jogo ao dar uma boa enfiada de bola para Madson. O meia ganhou na corrida pelo lado esquerdo, entrou na área e bateu cruzado. Atento, Eduardo Martini se esticou e fez uma boa defesa, espalmando a bola pela linha de fundo.

Depois deste lance, o Avaí passou a crescer no jogo e a assustar permanentemente o gol de Felipe. A primeira oportunidade dos catarinenses apareceu aos 25, quando o atacante Willian não conseguiu dominar a bola, que sobrou para Marquinhos na entrada da área. O meia da equipe visitante bateu de primeira para o gol e a bola passou com força, rente ao travessão.

Logo em seguida, aos 27, a melhor chance alviceleste. Após uma cobrança de escanteio, a bola sobrou com Luís Ricardo. O ala direito lançou a bola para Willian. Livre na grande área, o atacante dominou de perna esquerda e com a direita, soltou a bomba. Bem posicionado, Felipe fez uma grande defesa, à queima-roupa, com o pé direito, evitando o gol de empate do Avaí.

Aos 34, os avaianos assustaram novamente, em uma jogada, no mínimo, curiosa. O zagueiro do Santos, Eli Sabiá, foi afastar o perigo e quase acabou marcando um gol contra. Sabiá acabou pegando ma na bola e ela acabou indo para trás e acertando o travessão. Assustado, Felipe segurou a bola e evitou que algum atacante adversário mandasse a bola para o fundo do gol, segurando-a com firmeza.

Na volta da etapa complementar, o panorama continuou o mesmo do final do primeiro tempo. Os catarinenses pressionavam bastante em busca do gol. E aos cinco, quase Muriqui empatou o confronto, ao bater da entrada da área, para boa defesa de Felipe.

Mas, o Peixe não deixou por menos e respondeu à altura, com gol. Aos sete, Kléber Pereira recebeu um bom passe de Léo e de primeira, mandou a bola para o fundo do gol, na saída de Eduardo Martini. O centroavante comemorou bastante o seu sexto gol na competição, que o colocou como artilheiro isolado alvinegro na competição e ainda deu fim a um jejum de pouco mais de dois meses sem balançar as redes - a última vez havia sido no empate com o Santo André, no dia 4 de junho.


Reação
Aos 21, foi a vez do Avaí mostrar que estava 'vivo' no jogo. O ex-santista Willian recebeu uma boa assistência de Muriqui e chutou de perna esquerda, cruzado, sem chances para Felipe, que apesar de ter se esticado todo, não conseguiu evitar o gol alviceleste.

Animados com o gol, os catarinenses passaram a partir para o ataque determinados a conquistar o empate. E conseguiram. Com 24, o Avaí empatou, após bate-rebate em uma cobrança de falta, a bola sobrou para o zagueiro Emerson que completou para o gol, deixando tudo igual na Vila.

A partir do gol de empate do Avaí, o duelo passou a ficar ainda mais emocionante. Aos 32, os visitantes quase marcaram com Léo Gago. O volante arriscou de fora da área, Felipe soltou a bola e Fabão, quando foi afastar o perigo quase entregou a bola nos pés de Muriqui.

Depois disso, foi a vez do Alvinegro Praiano ter uma chance clara de gol. Neymar, que havia entrado no lugar de Paulo Henrique Lima, ganhou a disputa, perdeu o equilíbrio na hora de chutar, no entanto, mesmo assim, ainda conseguiu tocar para Kléber Pereira. Atrapalhado, o camisa 9 bateu fraco e a bola acabou sobrando para a zaga avaiana.

O Santos ainda insistiu em buscar a vitória e por pouco não chegou ao seu terceiro gol. Aos 46, Neymar sofreu uma falta na entrada da área. Na cobrança, o zagueiro Fabão soltou uma bomba, que passou muito perto da trave de Eduardo Martini, que apesar de ter se esticado para evitar o gol, não chegou a desviar a bola, na penúltima oportunidade de gol da partida.

FICHA TÉCNICA: SANTOS 2 X 2 AVAÍ

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 8 de agosto de 2009, sábado
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Assistentes: Antonio Carlos de Oliveira e Adailson Alves Pereira (ambos do ES)
Renda: R$ 201.840,00
Público: 12.074 pagantes
Cartões amarelos: Madson e Rodrigo Mancha (Santos); Augusto, Willian, Léo Gago e Rafael (Avaí)

Gols:
SANTOS: Madson, aos nove minutos do primeiro tempo; Kléber Pereira, aos sete minutos do segundo tempo
AVAÍ: Willian, aos 21, e Emerson, aos 24 minutos do segundo tempo

SANTOS: Felipe; Pará, Fabão, Eli Sabiá e Léo; Rodrigo Mancha, Rodrigo Souto, Germano (Felipe Azevedo (Tiago Luís)) e Paulo Henrique Lima (Neymar); Madson e Kléber Pereira
Técnico: Wanderley Luxemburgo

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Emerson e Augusto; Luís Ricardo, Marcos Winicius, Léo Gago, Marquinhos (Anderson) e Eltinho; Muriqui e Willian (Caio)
Técnico: Silas


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

santos empata com o avaí na vila kléber pereira

Santos
Empate foi mau resultado para o Peixe, que saiu vencendo e não soube administrar a vantagem

Topo
Contador de notícias