iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/08 - 01:14

Pedrinho se aposenta após batalhar contra as lesões
O jogador de 32 anos se despede do futebol depois de conviver com seguidas lesões durante sua carreira

Redação iG Esporte e Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O meio-campo Pedrinho, campeão da Copa Libertadores da América de 1998 pelo Vasco, anunciou nesta quinta-feira a sua aposentadoria dos gramados. Após deixar o Figueirense por não entrar em um acordo salarial com a equipe, o jogador de 32 anos se despede do futebol depois de conviver com seguidas lesões durante sua carreira, as quais impediram o atleta de manter uma longa sequência de jogos.

"Foram vários motivos, mas o principal foi o desgaste psicológico que eu sofri pelos meus problemas. A paciência das pessoas que me acompanhavam foi se esgotando. Às vezes eu tinha uma lesão comum, que outros jogadores também tinham, mas pelo meu histórico a paciência era menor", lamentou o ex-jogador, em entrevista ao canal de televisão Sportv.

Agora ex-jogador de futebol profissional, Pedrinho exacerbou todo o seu carinho pelo Vasco e revelou não ter aparecido mais em São Januário após participar da queda do clube à Série B do Campeonato Brasileiro, na última temporada.

"Espero ter outras oportunidades para voltar a São Januário, levar meu filho e conversar com vascaínos, porque é um time que eu tenho um carinho muito especial. Peço desculpas por ter caído (rebaixamento) com o time, mas tenho a certeza de que o clube vai sair dessa", afirmou Pedrinho.

O meio-campo acabou sendo revelado pelo Vasco e apareceu com destaque no ano de 1997, quando o Gigante da Colina conquistou o Campeonato Brasileiro. Mas o grande ano de Pedrinho foi em 1998, especialmente na campanha do título da Copa Libertadores. Pela participação decisiva no triunfo continental, o jogador recebeu de presente a sua primeira convocação à seleção brasileira.

Contudo, dois dias antes de se apresentar, Pedrinho rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito e ficou sete meses afastado dos gramados. Entretanto, seu retorno em definitivo ocorreria apenas no ano 2000, durante o Torneio Rio-São Paulo daquela temporada.

"Vivi o céu e o inferno em três dias. Fui convocado para a seleção e me contundi. Depois daquilo muitas coisas aconteceram. Fico imaginando como seria se eu não tivesse ido naquela bola, fico imaginando minha carreira sem aquela lesão", disse o meia.

Pedrinho garantiu não ter mágoa de Ivan, zagueiro que o contundiu às vésperas da sua estreia na seleção brasileira. "Acho que ele foi imprudente naquele lance, mas não desleal, porque realmente ele era muito mais forte do que eu. Já até joguei uma vez contra ele, só achei estranho ele não vir falar comigo, me cumprimentar", questionou.

Com o Vasco, Pedrinho também conquistou o Campeonato Brasileiro de 2000 e a inesquecível Copa Mercosul de 2001, quando o clube carioca conseguiu uma virada histórica de 4 a 3 sobre o Palmeiras, em pleno Palestra Itália, em uma das maiores atuações de Romário.

Além das glórias pelo alvinegro carioca, Pedrinho ainda venceu a Série B de 2003 com a camisa do Palmeiras, onde teve momentos de brilho e ganhou o respeito da torcida. O meio-campo conquistou também o Paulistão de 2007 pelo Santos, sob o comando de Wanderley Luxemburgo.


Leia mais sobre: Pedrinho Vasco

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

pedrinho

Pedrinho
Meia, que brilhou com as camisas de Santos e Vasco, anunciou que deixa o futebol profissional

Topo
Contador de notícias