iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/06/2009 - 13:39

Criticado, Eller se defende e pede ajuda ao sistema defensivo
Para o defensor do time do Santos, vem faltando mais colaboração de jogadores de outros setores

Gazeta Esportiva

SANTOS - Integrante do setor mais criticado do Santos, a defesa, o zagueiro Fabiano Eller está livre para voltar à equipe após cumprir suspensão automática diante do Palmeiras. Questionado nesta terça-feira por suas recentes atuações, o jogador aproveitou para se responder as críticas que têm sido direcionadas a ele e para pedir ajuda das outras 'seções' do time à defesa.

"Quando uma equipe toma muitos gols, o primeiro setor a ser questionado é a zaga. Só que a defesa não é lembrada quando o ataque faz gols. Isso não é justo. Afinal, quando perde, perde todo mundo e quando ganha, a mesma coisa. Setor defensivo não é composto só pelos dois zagueiros, temos os laterais e os volantes, que são fundamentais na ajuda à marcação", argumentou Eller.

Para o defensor, vem faltando mais colaboração de outros setores. "O time todo precisa ajudar a marcar, pois temos uma equipe bastante ofensiva que consegue fazer gols, mas infelizmente não vem conseguindo marcar tão bem. E é justamente por tomar muitos gols que eu venho sendo questionado. Só que o jogador precisa estar acostumado a esse tipo de cobrança, principalmente quando você joga em uma equipe grande como é o Santos. Não estamos vivendo um grande momento e todos estão sendo cobrados. Claro também que eu já vivi melhores momentos, porém, apesar de o time não estar ganhando, estou mantendo uma regularidade", disse.

Indagado sobre a possibilidade de perder um lugar entre os titulares, mediante às críticas que vem recebendo, Fabiano Eller se mostrou tranquilo. "O Domingos, que foi o meu substituto contra o Palmeiras, deu conta do recado. Ele já foi meu parceiro de zaga (no ano passado) e mostrou que tem condições de ajudar, pois foi bem, mesmo estando há algum tempo sem jogar. Agora, quem vai ser titular contra o Sport (no próximo sábado), eu não sei. A minha volta depende do Mancini. Está nas mãos dele", contou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias