iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/06/2009 - 15:41

Para esfriar polêmica, Belluzzo questiona fidelidade dos corintianos
"A torcida do Corinthians é fiel quando ganha. Quando perde, não é tão fiel assim", disparou o presidente do alviverde paulista ao comentar a reação de palmeirenses

Por Allan Brito, do iG Esporte

SÃO PAULO - A polêmica mais recente no Palestra Itália aconteceu quando Vanderlei Luxemburgo criticou sua própria torcida. No empate por 1 a 1 na Copa Libertadores, contra o Nacional (URU), os palmeirenses não esconderam a insatisfação, chamando o técnico de "burro" após o apito final. Nesta quinta-feira, durante a apresentação dos novos uniformes do Palmeiras, o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo tentou acabar com esta controvérsia.

Para isso, usou o rival Corinthians como exemplo: "Ontem (quarta-feira), eu estava assistindo ao jogo do Corinthians. A torcida calou-se durante o jogo. A torcida do Corinthians é fiel quando ganha. Quando perde, não é tão fiel assim". disparou ao comentar os momentos tensos do empate entre o time de Mano Menezes e o Vasco, pela Copa do Brasil.

Belluzzo explicou que considera normal tanto a reação da trocida como a resposta de Luxemburgo. "Protestar, vaiar, isso é parte da vida do futebol, a gente sabe que é", comentou.

O presidente ainda não teve a oportunidade de conversar com o técnico do Palmeiras sobre este assunto, mas fez questão de defendê-lo publicamente: "O que a gente não pode é assumir a posição de 'super-homem' e dizer que não faria assim. Faria sim! Ficaria irritado, se sentiria mal. Ninguém gosta de ser vaiado", observou, ao comentar as declarações do treinador.

Promessas e reforços
Em Recife, no jogo contra o Sport, pela Copa Libertadores, Belluzzo viu a partida nas arquibancadas, junto com a torcida. Agora o presidente garantiu que vai repetir este ato: "Lá em Montevidéu, eu não vou assistir de camarote, vou assistir com os palmeirenses que vão lá. E não faço isso por demagogia. Faço porque gosto de ser a minoria no estádio".

Na capital uruguaia, o Palmeiras vai enfrentar o Nacional, em jogo decisivo das quartas de final da competição sul-americana.

Sobre contratações, o presidente disse que Figueroa ainda está próximo de acerto com o clube, e desacreditou nos boatos sobre a ida de Valdivia para o Flamengo: "Acho improvável. Ele tem mantido contato com o pessoal do Palmeiras frequentemente e acho que ele não vai voltar tão cedo", concluiu.

Se o chileno voltar, Belluzzo fez outra promessa: "Estamos atentos. Se ele voltar para o Brasil, o nosso desejo é que ele voltasse para o Palmeiras. E é o desejo dele também".


Leia mais sobre: Palmeiras Corinthians

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo

Luiz Gonzaga Belluzzo
Presidente não achou exagerada a reação dos palmeirenses depois de resultado negativo

Topo
Contador de notícias