iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/03 - 18:07

Ronaldo corrige falha de Felipe e garante empate no clássico

"Fenômeno" conseguiu fazer gol de cabeça nos acréscimos do 2º tempo e salvou o alvinegro paulista de mais uma derrota no clássico contra o Palmeiras

Gazeta Esportiva

PRESIDENTE PRUDENTE - Ronaldo entrou em campo no segundo tempo para decidir o clássico deste domingo. Após o meia Diego Souza abrir o placar para o Palmeiras com falha do goleiro Felipe, o atacante marcou de cabeça o gol do empate por 1 a 1 entre os arquirrivais, no estádio Eduardo José Farah, o Prudentão.

Com o resultado, o Palmeiras passou a somar 29 pontos, contra 26 do Corinthians, que ainda tem um jogo a mais na competição. O Alviverde, agora, está há cinco jogos sem derrotas para o rival. Na próxima rodada, quarta-feira, o time de Vanderlei Luxemburgo visitará o Ituano. O de Mano Menezes receberá o São Caetano no mesmo dia.

Veja os gols do "Derby"




O jogo
A animação que antecedeu o clássico entre Palmeiras e Corinthians diminuiu bruscamente com o início da partida. Após as duas equipes aquecerem sob calor de quase 40º C, em meio a apresentações de uma dupla country e das cheerleaders da Federação Paulista de Futebol (FPF), o jogo foi frio no primeiro tempo.

Aos dois minutos, os torcedores do Palmeiras anda tinham fôlego para reclamar de pênalti sobre o meia Diego Souza, que caiu na área adversária. Já os do Corinthians comemoraram como um gol quando o volante Elias colocou a bola entre as pernas de seu marcador. Depois, o público se calou para assistir à partida que não merecia muita atenção.

O Corinthians tinha mais presença ofensiva, mas não chegava a criar oportunidades claras para marcar o gol. O atacante Jorge Henrique parecia não sentir o calor e movimentava-se bastante pelo lado direito. O problema é que era um dos jogadores com maior média de passes errados do time. Para piorar, o meia Douglas estava (de novo) visivelmente desgastado. Souza produzia o habitual: muito pouco.

Do banco de reservas, vez ou outra levando a mão à cabeça para enxugar o suor, Ronaldo lamentava cada erro do ataque corintiano. No setor família do Prudentão, o astro conseguia fazer corintianos e palmeirenses concordarem. "O Ronaldo gordo é melhor do que o Jorge Henrique e o Souza juntos", gritou um torcedor do Corinthians. "É mesmo", sorriu um do Palmeiras.

Gazeta Press
Ronaldo aproveita falha de Marcão e Bruno e marca seu primeiro gol pelo Corinthians


A referência ofensiva da equipe de Wanderley Luxemburgo, no entanto, também estava ofuscada na partida. Durante o primeiro tempo, Keirrison acertou passes, mas praticamente não finalizou. Com espaço para avançar pela direita, Fabinho Capixaba demonstrava inspiração ainda menor. Coube ao zagueiro Maurício Ramos incomodar Felipe, com uma cabeçada após cobrança de escanteio. O goleiro espalmou.

Mesmo depois que o árbitro Cleber Wellington Abade paralisou a partida para hidratação dos jogadores, o confronto continuou morno. Nas arquibancadas, já havia quem passasse mal por causa da temperatura elevada. "Alguns por causa do jogo", ironizou um torcedor. Constatação que não fez nenhum dos técnicos promover substituições no intervalo.

Só mesmo um gol para reanimar a partida. E foi o que ocorreu logo aos três minutos do segundo tempo, com grande colaboração de Felipe. Keirrison levantou a bola na área e o goleiro do Corinthians acabou encoberto pelo "morrinho artilheiro". Diego Souza aproveitou a falha, cortou para dentro da área e abriu o placar. A torcida do Palmeiras agradeceu: "Felipe! Felipe! Felipe!".

Naquele exato momento, a temperatura finalmente reduzia em Presidente Prudente. O Corinthians tentou responder rapidamente, tanto dentro de campo como nas arquibancadas, mas logo o Palmeiras retomou o controle do jogo. Mano Menezes, então, entrou em ação. Souza deixou o gramado vaiado para a entrada de Dentinho.

Uma outra substituição entusiasmou ainda mais os corintianos. O quarto árbitro precisou olhar para as costas de Ronaldo para ver o seu famoso número nove no uniforme. A torcida do Palmeiras provocou, lembrando com música do episódio em que o atacante se envolveu com travestis. Rapidamente, no entanto, acabou encoberta pela euforia dos corintianos.

Ronaldo entrou no lugar de Escudero, que polemizou bastante com o Palmeiras em sua passagem pelo Parque São Jorge, mas neste domingo só faltas cometeu. Pelo Palmeiras, Luxemburgo trocou Diego Souza e Sandro Silva por Willians e Jumar. Após as mudanças, o Corinthians passou a jogar no campo de ataque do rival. E a sofrer com os contragolpes.

Ronaldo tentou como pode reverter o placar para o Corinthians. Reclamou com a arbitragem, esboçou fintas e foi o responsável pela jogada mais plástica de sua equipe no jogo. Aos 33 minutos, o atacante driblou a marcação na intermediária e chutou com força. Acertou o travessão! Depois de Fabinho Capixaba ser expulso no final do clássico, o Fenômeno aproveitou cobrança de escanteio para marcar o gol de empate. Festa dos corintianos no Prudentão.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 1 CORINTHIANS

Local:
Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP)
Data: 8 de março de 2009, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Cleber Wellington Abade
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior
Público: 48.479 pagantes
Renda: R$ 1.349.390,00
Cartões amarelos: Marcão, Keirrison, Maurício Ramos, Fabinho Capixaba, Pierre (Palmeiras); Cristian, Escudero (Corinthians)
Cartão vermelho: Fabinho Capixaba (Palmeiras) Gols: PALMEIRAS: Diego Souza , aos 3 minutos do segundo tempo; CORINTHIANS: Ronaldo, aos 47 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Bruno; Maurício Ramos, Marcão e Danilo; Fabinho Capixaba; Sandro Silva (Jumar), Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza (Willians) e Pablo Armero; Keirrison (Marquinhos)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CORINTHIANS: Felipe; Escudero (Ronaldo), William e Chicão; Fabinho (Alessandro), Cristian, Elias, Douglas e André Santos; Jorge Henrique e Souza (Dentinho)
Técnico: Mano Menezes


Leia mais sobre: Ronaldo Corinthians Palmeiras Felipe

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Palmeiras

Empate ofuscado
Meia Diego Souza comemora o primeiro gol do clássico com os reservas do Palmeiras

Topo
Contador de notícias