iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/07 - 22:51

Sem ilusões, São Paulo encara Figueira para se manter 'colado'
Para alcançar seu objetivo, Muricy Ramalho sabe que terá um adversário difícil pela frente

Gazeta Esportiva

FLORIANÓPOLIS - Entrar no G-4 ou, ao menos, se manter 'colado' no grupo de líderes do Campeonato Brasileiro. Esse será o objetivo do São Paulo nesta quarta-feira, às 21h50, diante do Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Embalado depois de somar 12 dos 15 últimos pontos que disputou, o Tricolor, quinto colocado na competição (26 pontos, mesmo número do Vitória) quer aproveitar o bom momento para não deixar Grêmio, Flamengo Cruzeiro e Vitória-BA se distanciarem na ponta.

“Ainda não estamos com time para ser campeão agora, mas o São Paulo é um time que tem experiência na competição e, se ficar encostado como está agora, vai com certeza chegar na primeira colocação. No momento certo nós vamos subir”, apostou o técnico Muricy Ramalho. “Se passarmos este mês encostados nas primeiras colocações, com certeza nossas chances aumentarão muito', completou.

Para alcançar seu objetivo, o treinador sabe que terá um adversário difícil pela frente. E não se ilude com o último resultado conquistado pelo Figueirense quando atuou em seus domínios (derrota por 7 a 1 para o Grêmio). “A gente tem um compacto que passa para os jogadores antes dos jogos, mas este, com certeza, não vou por. Vou colocar o seguinte, quando empataram com o Atlético-PR. O jogo contra o Grêmio está fora, não serve de parâmetro”, avisou o treinador. 'O Figueirense é um time muito bem armado e lá em Florianópolis é muito difícil jogar. Sempre foi. É uma equipe duríssima.”, elogiou o comandante, que trabalhou no Scarpelli em 2002.

O atacante Dagoberto, que vem sendo muito elogiado pelo rendimento dos últimos jogos, concordou: “Todo jogo está difícil, está complicado. Assim como no jogo de domingo (contra a Portuguesa), há jogadores no Figueirense que querem se expor, que querem aparecer melhor no cenário do futebol”, admite o atacante Dagoberto, destaque do setor ofensivo tricolor nos últimos compromissos da equipes.

O São Paulo, por sinal, não deve ter mudanças drásticas em relação às últimas partidas. Assim como já aconteceu contra Internacional e Portuguesa, o técnico Muricy Ramalho tem quatro desfalques: Hernanes e Alex Silva servem à seleção olímpica, enquanto Miranda e Borges estão entregues ao departamento médico. A partir daí, porém, Muricy é só mistério. A tendência é que o treinador mantenha boa parte do time que atuou no 3 a 1 sobre a Portuguesa no domingo.

A diferença estaria no ataque, onde Aloísio seria sacado para a entrada de Éder Luis. Com o camisa nove em campo frente à Lusa, o São Paulo se mostrou mais veloz e desencantou, principalmente nas jogadas com Dagoberto. Do mais, o restante do time seria o mesmo. 'Ainda não sei se manterei o mesmo time. A equipe ganhou (da Portuguesa), mas apresentou alguns erros. Ainda vou estudar mais um pouco', desconversou.

O Figueirense, por sua vez, tem dois retornos importantes para o meio-campo. O volante Magal, que havia cumprido suspensão contra o Atlético-PR por conta do acúmulo de cartões amarelos, pode ser novamente escalado. O mesmo vale para o meia Rodrigo Fabri, que se recuperou de um estiramento muscular abdominal e se colocou à disposição do técnico Paulo César Gusmão para enfrentar seu ex-time.

O ataque ainda contará com a volta de Edu Sales, igualmente liberado pelo departamento médico. Em compensação a defesa terá o desfalque de Asprilla , que recebeu o terceiro cartão amarelo em Curitiba e cumprirá suspensão.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE X SÃO PAULO

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 30 de julho de 2008, quarta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Roberto Braatz (Fifa-PR) e José Amilton Pontarolo (PR)

FIGUEIRENSE: Wilson; Anderson Luis, Bruno Aguiar, Bruno Perone e William Matheus; Magal, Leandro Carvalho, Marquinho (Rodrigo Fabri) e Cleiton Xavier; Rafael Coelho e Edu Sales
Técnico: Paulo César Gusmão

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Joilson, André Dias, Aislan e Richarlyson; Zé Luis, Hugo, Jean e Jorge Wagner; Éder Luis (Aloísio) e Dagoberto
Técnico: Muricy Ramalho


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo