iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/07 - 21:11

Caio Jr pode ir para o Catar; Fla tenta segurá-lo com promoção
Cariocas, porém, prometem fazer de tudo para segurar o técnico, inclusive, promovê-lo a coordenador de futebol na Gávea

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A vitória por 3 a 1 sobre o Vasco que consolidou o Flamengo na liderança do Campeonato Brasileiro ficou em segundo plano minutos depois do clássico. O vice-presidente de futebol rubro-negro revelou uma proposta do Catar Sport Club, time que contratou o meia Roger, para tirar Caio Júnior da Gávea.

Os cariocas, porém, prometem fazer de tudo para segurar o técnico. Inclusive promovê-lo a coordenador de futebol.

Porém, pelo que parece, é difícil Caio Júnior recusar a milionária oferta do time árabe. O técnico, que escondeu o assunto para não atrapalhar a preparação para o duelo contra o arqui-rival, admitiu estar balançado por poder atingir uma estabilidade financeira se acertar com a equipe asiática. E tem perdido o sono para tomar a decisão.

“Recebi a proposta na quarta-feira e na quinta-feira, por coerência e por ética, levei o assunto ao Kléber. A proposta é muito boa, falei para eles que nunca recebi uma proposta assim nem como jogador e nunca vivi um momento tão bom. Os dois últimos dias foram complicados para mim e para minha família. É muito difícil, penso desde sexta-feira e não consigo decidir”, comentou o técnico.

A definição, contudo, já tem data marcada. Nesta segunda-feira, o treinador terá uma reunião com a diretoria flamenguista. E vai ouvir uma contra-proposta que a cúpula rubro-negra considera também tentadora.

“Há muito tempo não temos um treinador tão encaixado. Estamos impressionados. Vou trabalhar duro e o Caio vai ser mantido. Nossa solução é propor um novo tipo trabalho, mais duradouro. Ter uma função tanto de treinador como também na coordenação geral do Flamengo. Vamos trabalhar muito para manter o Caio”, assegurou Kleber Leite.

A promoção, porém, ainda não foi oferecida ao ex-atacante. E Caio Júnior não parece propenso a ficar na Gávea só por causa disso. De acordo com o comandante, o que mais pesa para sua permanência, se optar por ela, é a possibilidade de ser campeão brasileiro com as cores rubro-negras.

“Ser treinador do Flamengo é uma experiência única, uma sensação excepcional. Pesa também o sonho de ser campeão brasileiro pelo Flamengo, ficar na história do clube. Falei com o Andrade e onde ele vai a torcida lembra dos títulos. Isso mexe muito comigo”, afirmou.

A instabilidade dos técnicos no futebol brasileiro, porém, também pode fazer com que Caio Júnior embarque para comandar Roger nesta temporada. “Penso nisso porque já vivi isso. Vou dar um exemplo recente: o Geninho é um técnico consagrado, já foi campeão brasileiro pelo Atlético Paranaense, comandou o Botafogo em cinco jogos e foi demitido”, apontou.

Porém, o que mais dá a impressão de que Caio Júnior fez neste domingo seu último jogo à frente do Flamengo é realmente a situação financeira. “Tudo pesa. Não sei em que proporção. A questão familiar pesa muito para mim, é muito importante ter essa estabilidade que não consegui como jogador”, afirmou.

“Talvez a chance de eu ficar ou sair seja de 50%, 50%. Vai depender da conversa que não tivemos ainda. Os números da equipe do Catar são ótimos, difíceis de qualquer profissional não se impressionar. Mas a vida não é só a parte financeira. Tem coisas que temos que aproveitar e esse momento é o melhor da minha carreira e as propostas só surgem nessa hora. Quando eu estava no Cianorte, não receberia essa proposta”, finaliza o ainda indeciso treinador.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo