Mano Menezes brigou com Gustavo Scarpa durante partida
Reprodução/Twitter
Desempenho de Gustavo Scarpa nas últimas partidas não agrada

A bola vai e vem no meio de campo. Thiago Santos e Bruno Henrique ensaiam a jogada. Tentam diretamente o passe para Deyverson. E, claro, Deyverson perde a bola. Por não conseguir dominar, ou driblar, ou chutar, ou por tentar fazer tudo isso ao mesmo tempo. Nova jogada. O zagueiro passa para Thiago Santos. Que devolve para Bruno Henrique. Que...

Leia também: Neto detona o time do Palmeiras: "Tem medo do Corinthians"

Isso se repete. Repete. Repete. Até que pergunto ao meu amigo Gustavo Soler: onde está Gustavo Scarpa ?

Eu não vou negar: adoro dar uma dormidinha. Tento ficar oito horas – pelo menos – entre cobertores e travesseiros. Se a temperatura não ajuda, aí aumento ainda mais a dose de sono. Isso evita que eu tome café. O café é o maior inimigo da minha gastrite. E parece que, quanto mais fecho os olhos, mais disposto fico no dia seguinte. Não me conformo com quem passa três horas de sono por noite. São pessoas superdotadas, sortudas, com capacidade superior ao restante da humanidade. Eles me goleiam.

Mas tudo tem limites. Veja só, amigos. Os ursos, por exemplo. Os ursos têm um período para hibernar. Conseguem ficar meses sem comer, tomar água, fazer xixi e etc. Geralmente isso acontece durante o frio. O bicho se prepara durante o ano para dormir em paz. Tipo quem junta dinheiro para o réveillon. Quem guarda seus trocados para o carnaval. Para casar. Para o que bem entender.

Se houver algum urso palmeirense na face da terra, certamente ele deitará a partir de hoje e só levantará em fevereiro. Antes de seu sono profundo, desejará: fora, Mano; adeus, Borja e Deyverson; mais chances para os meninos da base; tchau, Alexandre Mattos.

Leia também: Músico leva soco em show após cantar que "Palmeiras não tem Mundial"

O urso mais otimista sabe que quase nada desses sonhos vai acontecer. Tudo será igual e estará intacto. O lugar será o mesmo, ele – o urso – será o mesmo.

Mas ando muito preocupado. O ser humano ainda não tem capacidade física de hibernar. O máximo que uma pessoa consegue dormir, segundo um estudo minucioso que fiz com papai Google, é um período de 22 horas. Ninguém pode mais do que isso. E esse tempo está relacionado a algo conhecido como síndrome da Bela Adormecida. Conheço alguém que está mais tempo do que isso contando os carneirinhos.

Scarpa
Luciano Claudino/Código19/Agência O Globo
Scarpa é o artilheiro do Palmeiras em 2019

Gustavo Scarpa dorme desde o clássico contra o Corinthians, no dia oito de novembro. São onze dias roncando. São onze dias fora do mundo real. Onze dias com o “zzz” em loop. Scarpa não deve saber que o Flamengo é o campeão brasileiro, que a final da Libertadores vai acontecer no sábado, que Renato Gaúcho ameaça deixar o Grêmio. Não deve saber que Deyverson é ruim de bola. Ops: isso ele deve saber, sim.
Cobramos apenas de quem pode dar resposta. Gustavo tem capacidade de abrir os olhos e dar lucidez ao meio de campo.

Bruno Henrique já tentou acordar o bom Scarpa, mas dizem que é perigoso fazer isso com quem é sonâmbulo. Thiago Santos também chamou Gustavo Scarpa. Seus pais, seus amigos, a torcida. Os adversários – com dó – gritaram para levantá-lo. Os juízes nesses últimos jogos. Apitaram na orelha. E nada.

Leia também: "Ousada"! Corinthiana é agredida por palmeirenses após postar foto no Pacaembu

Os ursos deixaram o gelo, vieram ao Brasil e protestaram. Estão irritados com a situação. Onde já se viu? Um ser humano dormindo mais do que eles. Os ursos se juntaram com os palmeirenses e reclamaram da mesma coisa: querem que Scarpa acorde.

Enquanto protestam na porta do CT, Scarpa ronca incansavelmente como se fosse o último suspiro. O último barulho a encobrir a raiva dos ursos. Rrrrrrrrrrrhhhhhzzzzzz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários