O ano começou agora. A frase é muito usada por comentaristas esportivos e concordo plenamente. Os chatos estaduais terminam até o confronto entre os grandes. No Paulista , chegou a hora da verdade. Tivemos duas ótimas partidas no final de semana que, inclusive, contrariam a qualidade técnica do fraco futebol brasileiro. Santos, Corinthians, Palmeiras e São Paulo têm de mostrar força para saber quem vai puxar a corda mais forte.

Leia também: Timão vence o Peixe em Itaquera e sai na frente

No sábado, São Paulo e Palmeiras duelaram no Morumbi. O Tricolor mostrou crescimento nos últimos dias. Melhorou demais com a molecada em campo, rejuvenescendo o grupo. Vágner Mancini soube dar sangue novo. O Verdão também foi bem. Não achei pênalti em Dudu, sinceramente. O empate foi justo, mas merecia gols. Bolas na trave, boas finalizações, mas muitos cartões amarelos. Pode acontecer qualquer coisa no Allianz Parque, pelo Campeonato Paulista . Se tivesse de chutar, arriscaria no Palmeiras. Justamente por conta da inexperiência de jogadores importantes do Morumbi e por conta da casa palestrina.

No domingo, em Itaquera, Corinthians e Santos fizeram outra ótima disputa, O Timão teve como seu maior mérito saber neutralizar as ações de ofensivo Peixe. E não se rendeu a apenas se retrancar, como faz - às vezes - o defensivo Fábio Carille. Cássio falhou, mas tem muito crédito. A vitória por dois a um, no entanto, não dá tranquilidade. O Santos é corajoso fora e em casa. Vai para cima sempre. E isso é muito bom para o precário jogo que se pratica por aqui.

Leia também: Técnicos brasileiros acham que futebol é receita de bolo e causam dor de barriga

Estou curioso para saber como será a partida da volta . Carille deve fechar muito o time. Marcando atrás do meio de campo, com suas famosas linhas de quatro. Sampaoli é mais misterioso. Pode mudar o esquema tático, promover trocas em relação ao último jogo, mudar o posicionamento de suas peças. E vai continuar atacando. Será que o Corinthians vai apenas explorar o contra-ataque ou também vai buscar o gol santista?

Leia também: Na F1, Hamilton vence o GP do Bahrein

O Timão - por outro lado - marcou um golaço ao respeitar sua história. Talvez tenha sido o único clube paulista a defender a democracia . Sócrates aplaudiria. Sua diretoria e sua torcida foram imensas. Quem apoia torturador não é boa gente. A burrice jamais conseguirá reescrever a história. Os idiotas não vão dominar o mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários